Rio: garçom compra celular pela internet e retira pedra em loja

Revoltado, Nilson Soares gravou um vídeo no estabelecimento que fica em Copacabana, na zona sul. Até o momento, ele não recebeu o aparelho

Um garçom comprou um celular de R$ 1.399,00 pela internet, mas recebeu uma pedra ao retirar o produto na loja física em Copacabana, na zona sul do Rio. 

Cliente recebe pedra no lugar de celular

Cliente recebe pedra no lugar de celular

Reprodução RecordTV

Revoltado com a situação, Nilson Soares gravou um vídeo no estabelecimento, que fica na avenida Nossa Senhora de Copacabana, em que mostra a pedra dentro da caixa do aparelho. 

Segundo ele, a gerente tentou resolver o problema. Mas, até o momento, a loja não entregou o celular.

"No começo, eu achei que era uma brincadeira da parte de alguém. Ela [atendente] tinha pego a caixa errada. Depois que fui ver que realmente era a caixa que tinham que me entregar", disse Nilson

O garçom disse ter comprado o celular para os filhos acompanharem as aulas durante a pandemia e, por isso, precisava do aparelho com urgência.

"Tenho necessidade porque meus filhos estudam online, já que estão em isolamento social. Eles [a loja] disseram que vão ver a melhor forma de estornar. Para mim, foi totalmente descaso. Porque o correto era me dar o aparelho na hora", afirmou Nilson. 

No entanto, o presidente do Procon-RJ, Cássio Coelho, esclareceu que a decisão de realizar troca ou de receber o dinheiro de volta é somente do cliente:

"O direito da desistência da compra é do consumidor. O fornecedor não pode escolher estornar o valor. Não funciona desta forma. O fornecedor tem que cumprir a oferta, o que está previsto no Código do Consumidor", explicou.

De acordo com o Procon-RJ, o número de denúncias envolvendo compras pela internet cresceu 77% em 2020, em comparação ao ano passado. A maioria das reclamações é sobre atraso em entregas. 

Recentemente, outros dois episódios semelhantes ao caso de Nilson tiveram repercussão na internet. No último dia 18, um homem recebeu um aipim no lugar do aparelho celular. E, no dia seguinte, uma mulher relatou ter sido vítima de um golpe, no qual foi entregue uma caixa de leite em vez do telefone. Ela conseguiu entrar em contato com o vendedor e recuperar o valor de R$ 1300. 

*Estagiária do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira