Rio de Janeiro RJ: Paes diz que Lamsa não poderá cobrar pedágio na Linha Amarela

RJ: Paes diz que Lamsa não poderá cobrar pedágio na Linha Amarela

Concessionária alega que, com o restabelecimento do contrato e da prestação de serviços, a cobrança é um direito 

  • Rio de Janeiro | Irislayne Tavares, do R7*

O prefeito do Rio Eduardo Paes disse nas redes sociais na tarde desta terça-feira (9) que a Lamsa, concessionária que retomou a administração da linha Amarela por decisão da Justiça, não poderá cobrar pedágio nos próximos dias.

Audiência sobre o futuro da linha expressa será dia 16

Audiência sobre o futuro da linha expressa será dia 16

Fernando Frazão/Agência Brasil

O posicionamento foi publicado após a concessionária informar que a cobrança da taxa de R$ 7,20 será feita a partir de sexta-feira (12) para os motoristas que passarem pelo local. 

Leia mais: Rio amplia leitos após ocupação de UTIs atingir 90%

No entanto, Paes explicou que a prefeitura recorreu da decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) e uma audiência já foi marcada para discutir o futuro da linha Amarela na terça-feira (16).

No último dia 3, o ministro Luiz Fux suspendeu a liminar que autorizava a encampação da via expressa. A Lamsa alega que, com o restabelecimento do contrato e da prestação de serviços, a cobrança do pedágio é um direito da concessionária.  

*Estagiária do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas