Rio de Janeiro Suspeitos de invadir Complexo do São Carlos são presos no Rio

Suspeitos de invadir Complexo do São Carlos são presos no Rio

No último dia 26, traficantes dos morros da Coroa e Fallet/Fogueteiro invadiram o local e começaram um intenso tiroteio que matou duas pessoas

  • Rio de Janeiro | Ana Beatriz Araújo, do R7*, com Record TV Rio

Duas pessoas morreram na invasão

Duas pessoas morreram na invasão

Ricardo Moraes/Reuters - 27.08.2020

Agentes da 14ª DP (Leblon) prenderam três suspeitos de participar da invasão ao Complexo do São Carlos, região central. Os homens foram detidos em uma lanchonete em Copacabana, na zona sul do Rio.

Por desrespeito às regras, Prefeitura do Rio reboca carros e motos

Segundo as investigações, o trio pertence a uma das maiores facções criminosas da cidade e tem passagens na polícia por roubo e tráfico. Além disso, eles planejavam uma série de roubos em Copacabana, Ipanema e Leblon.

De acordo com o delegado Antenor Lopes Martins Júnior, um dos presos, conhecido como Paquetá, é investigado pela Polícia Civil por diversos roubos de veículos. O suspeito era ativo nas redes sociais e ostentatava armamento pesado.

"Ele participou da invasão e, inclusive, atuou diretamente na guerra no morro do São Carlos", afirmou em entrevista à Record TV Rio.

O outro preso, vulgo Gringo, morava nos Estados Unidos e era próximo de Paquetá, conforme revelou uma série de conversa entre os dois. Já o terceiro suspeito é um adolescente de 17 anos. 

Na noite do dia 26 de agosto, traficantes dos morros da Coroa e Fallet/Fogueteiro invadiram o Complexo do São Carlos, o que deu início a um intenso tiroteio. Na ação, duas pessoas morreram.

Sem sucesso, os homens foram expulsos pela facção rival e cercados pela polícia. No entanto, realizaram uma série de crimes pelos bairros do Estácio e Rio Comprido, onde chegaram a fazer pessoas reféns dentro de casa.

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas