Rio de Janeiro Vídeos de câmeras de segurança mostram assassinato de ex-presidente da Vila Isabel no Rio

Vídeos de câmeras de segurança mostram assassinato de ex-presidente da Vila Isabel no Rio

A ação de criminosos contra Wilson Vieira Alves, o Moisés, durou menos de cinco minutos; o crime ocorreu na Barra da Tijuca

  • Rio de Janeiro | Victor Tozo*, do R7, com Record TV Rio

Imagens gravadas por câmeras de segurança registraram o momento em que o ex-presidente da escola de samba Vila Isabel, Wilson Vieira Alves, conhecido como Moisés, foi assassinado na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro, no último domingo (25).

Conhecido como Moisés, Wilson Vieira Alves era ex-presidente da Unidos de Vila Isabel

Conhecido como Moisés, Wilson Vieira Alves era ex-presidente da Unidos de Vila Isabel

Reprodução/Record TV Rio

As filmagens mostram os assassinos chegando em uma motocicleta, por volta das 18h, ao posto de gasolina em que o crime ocorreu, na avenida das Américas. Um dos homens desce da moto e atira contra Moisés, que estava em uma farmácia enquanto seu carro era abastecido. Em seguida, os dois fogem. Toda a ação dos criminosos durou cerca de quatro minutos.

A vítima, que tinha 61 anos, estava com a esposa, Shayene Cesário, no momento da morte. A viúva teve o celular roubado a caminho do IML (Instituto Médico Legal), quando ia fazer o reconhecimento do corpo do marido.

Durante o enterro de Moisés, na terça (27), Shayene disse que sua filha de 9 anos recebeu ameaças em seu telefone.

Por meio de mensagens, o assassino afirmou: "Se soubesse que vocês [Shayene e a filha] estavam no carro, teria matado as duas". O criminoso mencionou, ainda, uma suposta dívida de Moisés e declarou que iria atrás da família da vítima caso a quantia não fosse paga.

Moisés foi morto enquanto ia a um evento na escola de samba Portela. Ele já havia sido preso em 2010, acusado de envolvimento com o jogo do bicho e exploração de máquinas caça-níqueis, mas foi solto no ano seguinte.

O assassinato de Moisés é investigado pela Delegacia de Homicídios da Capital, que procura identificar os autores e esclarecer a motivação do crime.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas