Rio de Janeiro Vigia é preso por ter encomendado roubo que levou à morte de advogado no centro por R$ 400

Vigia é preso por ter encomendado roubo que levou à morte de advogado no centro por R$ 400

Investigações revelaram que segurança da Saara combinou crime com homem detido pelo latrocínio de Victor Stephen Pereira

Vigia foi preso por encomendar crime

Vigia foi preso por encomendar crime

Reprodução/Record TV Rio

A Polícia Civil prendeu, nesta quarta-feira (10), um vigia que fazia a segurança das lojas da Saara, no centro do Rio de Janeiro, na noite em que o advogado Victor Stephen Coelho Pereira, de 27 anos, foi assassinado. As investigações apontaram que o suspeito foi o mandante da morte da vítima.

A apuração da DHC (Delegacia de Homicídios da Capital) revelou que, no momento em que Wilson José Câmara, preso pelo latrocínio de Victor, foi visto por câmeras de segurança mostrando uma faca ao vigia, os dois estariam, na verdade, combinando o crime.

O segurança, segundo a polícia, disse em depoimento que conheceu Wilson naquela noite e encomendou a ele o roubo do celular de Victor por R$ 400. Após a dupla escolher a vítima, o mandante se ausentou da cena quando o assassino e o advogado chegaram à estação Saara do VLT. 

O vigia teve a prisão preventiva decretada e, nesta quinta-feira (11), passará por audiência de custódia na cadeia pública de Benfica, na zona central do Rio, onde ficará à disposição da Justiça.

Wilson José Câmara foi preso pela morte de Victor no último domingo (7). Ele confessou, em vídeo, ter assassinado o advogado a facadas. Na ocasião, disse não saber o motivo de ter cometido o crime e afirmou que havia chegado "sua hora de pagar".

O criminoso foi visto andando ao lado de Victor até a estação do VLT e falou que os dois começaram uma conversa, pois iam em direção ao Campo de Santana. Ele já havia sido condenado por tentar esfaquear uma vítima de assalto no centro do Rio em 2019 e estava em prisão domiciliar desde o início deste ano.

Victor foi assassinado após sair de uma festa na Praça Tiradentes no dia 23 de julho. Ele era formado em Direito e havia sido aprovado no primeiro exame da OAB. O jovem completaria 28 anos no 1º dia deste mês.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas