São Paulo PM diz que matou entregador de pizza com disparo acidental 

PM diz que matou entregador de pizza com disparo acidental 

David Wayot Soares de Freitas, 20 anos, morreu enquanto ajudava um amigo no trabalho. Policial diz que arma disparou sozinha na abordagem

Letalidade Policial

Jovem David Wayot Soares de Freitas morto pela PM na Grande São Paulo

Jovem David Wayot Soares de Freitas morto pela PM na Grande São Paulo

Arquivo pessoal

Dois dias antes de completar 21 anos, David Wayot Soares de Freitas morreu após ser vítima de um disparo da arma do soldado da Polícia Militar Rafael Júnior Pereira, na noite de terça-feira (12), no município de São Caetano do Sul, na Grande São Paulo.

De acordo com a versão do policial militar, o disparo foi um acidente. O soldado afirma que estava sozinho quando foi abordar David e um amigo, que estavam em uma moto. Ele disse que ficou nervoso e deixou a moto oficial da Polícia Militar morrer, o que “acabou dando um forte tranco e balançando a arma de fogo que estava na mão”, conforme disse Pereira em depoimento para Polícia Civil.

Homicídios no Brasil afetam 2,5 vezes mais a população negra

David estava portando uma mochila de carregar pizza. Ele estava ajudando um amigo que trabalha como motoboy de uma pizzaria. Foi a primeira vez que o dois trabalharam juntos — o jovem trabalha como borracheiro.

Boletim de ocorrência

Na versão da PM registrada na delegacia de São Caetano do Sul, a mochila de entregador de pizza preta com detalhes vermelhos foi o que chamou atenção dos policiais para abordarem os dois jovens. Segundo os policiais, havia uma denúncia de roubo de celular praticado por pessoas em uma moto com bolsa de pizza.

Jovens de 15 a 29 anos são maiores vítimas de homicídios

Dos três veículos oficiais da Polícia Militar que acompanhavam David e o amigo, dois se perderam e apenas o soldado Pereira, integrante da Rocam (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicleta), conseguiu se aproximar e realizar a abordagem.

Antes mesmo de abordar, o disparo acertou David. Mesmo assim, o PM afirma que os jovens colocaram as mãos para cima e se renderem. No meio do enquadro, os outros agentes chegaram ao local e perceberam que David estava baleado.

PM mata a tiros suspeito durante assalto na zona sul de SP

Para Polícia Civil, os PMs disseram que não encontraram nada de ilícito com os jovens. Os policiais militares também não falaram sobre a localização do suposto celular roubado — que teria sido o motivo da abordagem.

Os agentes ainda disseram que acionaram o resgate. O jovem foi socorrido para o Hospital de Heliópolis, na zona sul de São Paulo. No entanto, na manhã desta quarta-feira (13) David morreu.

Policial agride estudantes dentro de escola no interior de SP. Veja vídeo

O R7 entrou em contato com a SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo) e questionou sobre a ocorrência. Até a publicação desta reportagem não houve nenhum retorno. A pasta afirma que o caso está em apuração.

    Access log