São Paulo Polícia Civil investiga sogro que matou genro, em Praia Grande (SP)

Polícia Civil investiga sogro que matou genro, em Praia Grande (SP)

Filha do suspeito havia enviado uma mensagem por aplicativo de celular com um pedido de socorro ao pai, que atirou no homem e fugiu do local

Polícia de Praia Grande procura homem que matou ex-genro por ameaçar a filha

Polícia de Praia Grande procura homem que matou ex-genro por ameaçar a filha

Reprodução/Google Maps

Após receber uma mensagem, via aplicativo Whatsapp, com um pedido de socorro da filha que era ameaçada pelo ex-marido, um homem de 52 anos matou a tiros o genro, crime ocorrido no último domingo (6), no bairro Sítio do Campo, em Praia Grande, na Baixada Santista (SP). A vítima, Elton Gomes da Silva, de 36 anos, foi socorrida, mas morreu a caminho do hospital. O atirador fugiu do local do crime.

Leia também: Homem morre afogado e irmão segue desaparecido no litoral de SP

Conforme informações contidas no boletim de ocorrência registrado na Polícia Civil e obtido pelo R7, Sabrina Ferreira de Almeida, de 28 anos, sentia que a sua vida estava sendo ameaçada pelo ex-companheiro dentro de sua casa e, por isso, decidiu pedir ajuda ao pai.

Segundo a jovem, o casal já estava separado havia mais de dois anos, mas o homem não aceitava o fim do relacionamento. Ela, que já havia feito denúncias contra o ex-companheiro na polícia, encontrou Elton na frente de casa e teria sido obrigada a entrar no local.

Ainda de acordo com o relato feito aos policiais, o homem teria pego uma faca e investido contra Sabrina que, em um primeiro momento, conseguiu acalmar o agressor dizendo que conversaria com ele depois de tomar banho. No entanto, a mulher aproveitou a oportunidade para, dentro do banheiro.

O ex-marido teria percebido a ação, quebrado o celular da mulher e a agredido com socos. Foi quando o pai de Sabrina chegou no local e questionou o homem sobre o que estava ocorrendo. Elton teria ameaçado o pai da ex-mulher. "Vou atrás de você também". Foi quando o seu sogro decidiu atirar e o atingiu.

A Polícia Militar foi acionada e o caso foi registrado na Delegacia Sede de Polícia de Praia Grande. A arma utilizada no crime não foi encontrada.