"Só não sou réu porque não estava na escala", diz major Olímpio sobre júri de massacre do Carandiru

Deputado assiste ao julgamento dos 26 PMs acusados de participar do massacre do Carandiru

Deputado major Olímpio era primeiro-tenente na época do massacre

Deputado major Olímpio era primeiro-tenente na época do massacre

Tércio Teixeira/Futura Press/Estadão Conteúdo

O atual deputado e integrante da Comissão de Segurança Pública da Câmara major Olímpio compareceu ao Fórum da Barra Funda, na zona oeste da capital, para o julgamento dos 26 PMs acusados de participar do massacre do Carandiru.

Olímpio, que era primeiro-tenente na época, acredita na absolvição dos acusados.

— Acredito da absolvição e eu só não estou lá dentro como réu porque não estava na escala.

Sobrevivente de massacre do Carandiru chora e diz que alguns presos “morreram só de olhar para os policiais”

Jurada passa mal e julgamento dos PMs acusados pelo massacre do Carandiru é adiado

Relembre história, invasão e massacre no complexo penitenciário

Para Olímpio, os policiais seguiram ordens e agiram para conter uma rebelião que estava em curso. Segundo ele, quem enfrentou a polícia morreu ou se feriu, mas muitos sobreviveram.

Segundo Olímpio, em conversa com Luiz Antônio Fleury Filho, no último domingo (14), o ex-governador do Estado disse que irá comparecer para depor e relatar o que houve no dia do massacre.

Para o major, a ação da Polícia Militar foi totalmente legítima.

— Usaram a força enquanto era necessário.

Assista ao vídeo: