São Paulo Tarifa de ônibus sobe para R$ 4,30 a partir de hoje em São Paulo

Tarifa de ônibus sobe para R$ 4,30 a partir de hoje em São Paulo

Reajuste é superior à inflação acumulada desde o último aumento. Prefeitura alega reposição de perdas. Metrô vai subir no dia 13 de janeiro

Aumento da tarifa de ônibus

Tarifa de ônibus sobe para R$ 4,30. Metrô fica mais caro no dia 13 de janeiro

Tarifa de ônibus sobe para R$ 4,30. Metrô fica mais caro no dia 13 de janeiro

Nelson Antoine/Folhapress/06.01.2019

A tarifa do ônibus passa de R$ 4 para R$ 4,30 - a partir desta segunda-feira (7). O reajuste é superior à inflação acumulada desde o último aumento, em janeiro de 2018, quando a passagem subiu de R$ 3,80 para R$ 4.

O percentual de aumento é baseado na inflação dos últimos três anos, de acordo com o IPC-Fipe (Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), de 13,06%.

No entanto, a prefeitura argumenta que se trata de uma reposição das perdas dos últimos três anos, uma vez que em 2016 e 2017 não houve reajuste.

"Acho justo", diz secretário sobre aumento de tarifa de ônibus em SP

Por dois anos, em 2016 e em 2017, a tarifa não foi reajustada, mantendo-se no valor de R$ 3,80. Em 2018, houve um aumento abaixo da inflação, elevando o valor para R$ 4.

As gratuidades para idosos, estudantes e pessoas com deficiência serão mantidas.

O vale-transporte para as empresas deixará de ser subsidiado pelos impostos municipais pagos pela população. O valor a ser pago pelo empregador passará a ser de R$ 4,57.

O fim do subsídio alcança apenas as empresas. Para o trabalhador, o desconto de 6% em folha, conforme define a Legislação Trabalhista, não sofrerá alteração.

Bilhetes Mensal e Diário

As modalidades temporais de crédito Mensal ou Diário também terão seus valores reajustados. O Bilhete Mensal somente ônibus passa para R$ 208,90, enquanto o Bilhete Diário passa para R$ 16,40.

Metrô e CPTM

A partir de 13 de janeiro, o Metrô e a CPTM também vão reajustar os valores das passagens de R$ 4 para R$ 4,30. Os valores de integração sofrerão novos reajustes. O preço da integração do Bilhete Único Comum vai subir para R$ 7,48, o mensal subirá para R$ 323,80 e o diário irá custar R$ 21,60.

O aumento, de 7,5%, ficou acima da inflação acumulada desde o último aumento, em 7 de janeiro de 2018. Corrigida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), a correção teria de ser para R$ 4,15, segundo as projeções de inflação consolidadas neste ano feitas pelo Banco Central, de 3,6%.

O valor da passagem do Cartão Bom também subirá para R$ 4,30 a partir do dia 13.

Belo Horizonte

Belo Horizonte é a capital que tem a tarifa de ônibus mais cara do Brasil. A passagem voltou a custar R$ 4,50 desde a última quinta-feira (3). A Justiça derrubou uma liminar que impedia o aumento da tarifa. 

Em segundo lugar, está Florianópolis, onde a passagem custa R$ 4,40. São Paulo fica na terceira colocação, cobrando R$ 4,30 nos coletivos.

Rio de Janeiro

No Rio de Janeiro, o prefeito Marcelo Crivella suspendeu o aumento das passagens de ônibus. O reajuste está previsto em contrato, mas Crivella alega que as metas acordadas com as empresas não foram cumpridas e o aumento na tarifa só será autorizado quando isso acontecer.  Os consórcios responsáveis pelas linhas municipais tentam derrubar a decisão na Justiça.

Arte R7