Como amenizar os efeitos da menopausa

Atenção aos sintomas e cuidados farmacêuticos são a receita para aliviar o desconforto causado pela oscilação dos hormônios nessa fase

Mudanças de humor são reflexo da queda de hormônios como estrógeno e progesterona

Mudanças de humor são reflexo da queda de hormônios como estrógeno e progesterona

Engin Akyurt/Unsplash

O ciclo de vida da mulher envolve muitas fases com marcos específicos: menarca ou primeira menstruação; início da vida sexual; gravidez, puerpério e amamentação; e menopausa, quando acontece o último período menstrual.  Normalmente passam por influência hormonal, responsável por oscilações de humor, disposição física e temperamento. Culpa da diminuição da produção de estrógeno.

Processo natural desencadeado pelo envelhecimento, a menopausa pode chegar a partir dos 50 anos trazendo efeitos indesejáveis como ondas de calor, sudorese, irritabilidade, entre outros relacionados ao Climatério. Esse nome é uma referência ao período pré-menopausa, quando começam a ocorrer as quedas fisiológicas de hormônios. Com o aumento da expectativa de vida da população, a expectativa é que que o sexo feminino enfrentará ao menos um terço desse período após entrar na menopausa.

Sintomas e formas de aliviar

A boa notícia é que existem formas de amenizar os efeitos desagradáveis e ter uma melhor qualidade de vida. Uma delas é a reposição hormonal, que deve ser feita com acompanhamento médico rigoroso. Sua contraindicação é nos casos de pacientes que já tiveram câncer de mama ou de endométrio, bem como aquelas com tendência à trombose. Confira a seguir quais sintomas podem estar relacionados à menopausa.

• Ondas de calor: também são conhecidas como fogachos e tomam conta da parte superior do tronco, principalmente rosto e pescoço.
• Infecções do trato urinário: além do enfraquecimento do assoalho pélvico, são comuns as infecções do aparelho urogenital e as de origem ginecológica.
• Disfunções sexuais: o ressecamento vaginal pode causar dor durante a relação sexual, motivo pelo qual as mulheres sentem a diminuição da libido nesse período.
• Estresse psicológico: o estrógeno e a progesterona diminuem, causando oscilações de humor e piorando distúrbios como irritabilidade, ansiedade, insônia, perda de memória e até depressão.
• Mudanças na aparência física: alteração no peso, oleosidade ou ressecamento nos cabelos, pele opaca e sem vida ou com brilho em excesso.

Outras preocupações dessa fase de transição envolvem doenças cardiovasculares, osteoporose e demais complicações originadas pela deficiência de vitamina D e da falta de cálcio. Na menopausa, a luz solar pode não ser suficiente para incentivar a produção dos níveis saudáveis de vitamina D e isso impacta diretamente na absorção de cálcio. Sem esse nutriente, há perigo de surgirem complicações como a osteoporose e osteopenia.

Além da reposição hormonal, recomenda-se a prática regular de exercícios físicos e a manutenção de uma dieta equilibrada, rica em nutrientes que possam suprir a carência de vitaminas à qual o organismo estará sujeito.

Referências consultadas:

Menopausa: mitos e verdades sobre a reposição hormonal. Portal R7. Internet. Acesso em 05/10/2021.
Especialista explica como lidar com sintomas da menopausa. Portal R7. Internet. Acesso em 05/10/2021

11 sintomas da menopausa e o que fazer para aliviar. Tua Saúde. Internet. Acesso em 05/10/2021

Últimas