Tecnologia e Ciência Golpes no WhatsApp usam PIS e Imposto de Renda como armadilhas

Golpes no WhatsApp usam PIS e Imposto de Renda como armadilhas

Usuários do aplicativo correm o risco de ter dados pessoais roubados e celulares invadidos ao acreditar em mensagens que circulam em grupos 

Golpe no WhatsApp

Golpes no WhatsApp usam assuntos em evidência par atrair a vítimas

Golpes no WhatsApp usam assuntos em evidência par atrair a vítimas

Pixabay

Os usuários do WhatsApp estão mais uma vez correndo o risco de serem vítimas de hackers. Estão circulando pelos grupos do aplicativo dois golpes para roubar dados pessoais e invadir celulares.

Um dos golpes usa o saque do PIS como armadilha e simula uma página da Caixa Econômica Federa. A pessoa deve clicar em um link para responder a um questionário e descobrir se tem direito ao dinheiro. Em seguida, é solicitado que a mensagem recebida seja compartilhada com outras 30 pessoas.

Mensagem do golpe que usa o saque do PIS como armadilha

Mensagem do golpe que usa o saque do PIS como armadilha

Reprodução

O outro golpe que circula pelo WhatsApp usa a restituição do Imposto de Renda para atrair as vítimas. Assim como no caso anterior, a pessoa deve clicar em um link e preencher um cadastro para ter o direito de sacar o dinheiro. 

Os criminosos usam assuntos que estão em evidência para atrair a atenção e convencer sobre a veracidade dos links. Somente neste ano, foram aplicados golpes com o tema da Páscoa, do Dia das Mães e do Dia dos Namorado.

A intenção dessas mensagens é usar links falsos para abrir brechas no sistema do celular e acessar o conteúdo salvo na memória ou instalar programas maliciosos. Ao desconfiar do conteúdo recebido pelo aplicativo, não clique em nada e não compartilhe com outros usuários.

A Caixa Econômica Federal enviou uma nota o R7 sobre os golpes no WhatsApp:

"A Caixa Econômica Federal esclarece que não solicita informação de dados ou senha pessoal para verificação de direito a Benefícios Sociais.

Em seu portal na internet e em suas agências, o banco disponibiliza orientações de segurança com o objetivo de alertar seus clientes quanto ao risco de golpes, seja por e-mails spam, WhatsApp, sites falsos ou telefone."

Leia também:

Fique invisível no WhatsApp e não dê pistas sobre o uso do aplicativo