Internacional

26/6/2013 às 18h36 (Atualizado em 26/6/2013 às 19h54)

Antiga secretária de Néstor Kirchner admite caso duradouro com ex-presidente

Miriam Quiroga também irá depor sobre um suposto envio de dinheiro a um programa de televisão durante o governo Kirchner

EFE

Miriam Quiroga admitiu que manteve uma "relação íntima durante anos" com o ex-presidente argentino Néstor Kirchner Reprodução/lanacion.com.ar

Miriam Quiroga, que foi secretária de Néstor Kirchner quando ele era presidente da Argentina (2003-2007), admitiu nesta quarta-feira (26) que manteve uma "relação íntima durante anos" com o falecido líder político, por quem tinha "um profundo afeto e muita admiração".

A secretária, que fez estas declarações a uma rádio local, irá depor na próxima sexta-feira (28) por causa das investigações sobre a suposta movimentação de bolsas com grandes quantias de dinheiro que ocorria na Casa de Governo durante o mandato de Kirchner.

Ex-diretora de Kirchner, Miriam Quiroga, afirma que malas de dinheiro foram entregues à Presidência argentina

Essas bolsas estavam destinadas, segundo afirmou Miriam durante um programa de televisão, à Casa Presidencial de Olivos e à residência pessoal dos Kirchner, na província de Santa Cruz.

"Amei um homem que me mostrou que com sua paixão, sendo sonhador e rebelde, pretendia mudar a situação do país", declarou a antiga assistente à emissora.

Presidente uruguaio fala que Cristina Kirchner é uma "velha pior que o vesgo" e causa conflito diplomático

Cristina Kirchner é vetada do funeral de Margaret Thatcher

Miriam garantiu que conheceu dois lados diferentes de Kirchner: "um homem com um lado humano, que foi com quem me comprometi e trabalhei", e uma pessoa "com ambição de poder e necessidade de acumular dinheiro".

A secretária começou a trabalhar com Kirchner quando ele era governador de Santa Cruz, e, após ser eleito presidente em 2003, foi contratada para atuar no setor de Documentação na Casa Rosada, onde ficou até ser despedida, poucos meses depois da morte do ex-presidente, em outubro de 2010.

Em 2011, ela já havia feito declarações polêmicas a uma revista argentina sobre seu relacionamento com Néstor Kirchner, marido e antecessor de Cristina Kirchner, atual governante do país.

Além disso, Miriam é autora de Mis años con Néstor y todo lo que vi (Meus anos com Néstor e tudo o que vi, em tradução livre), um livro no qual conta sua experiência junto com o ex-presidente.

O que acontece no mundo passa por aqui

Moda, esportes, política, TV: as notícias mais quentes do dia

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade

Vitrine de ofertas

Publicidade

Compartilhe
Verde-amarelo contagiante

Bandeiras e camisetas do Brasil se espalham pelo mundo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Fé proibida

Conheça os países com maiores índices de perseguição religiosa

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Imagens do ano

Entre sorrisos e lágrimas: veja as imagens mais emocionantes de 2013

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Perturbador

Crimes brutais chocaram o mundo em 2013. Veja os casos mais macabros

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Internacional

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!