Brasília Ameaça de bomba na Embaixada da Rússia em Brasília mobiliza policiais e bombeiros

Ameaça de bomba na Embaixada da Rússia em Brasília mobiliza policiais e bombeiros

Aviso sobre explosivo teria sido dado por telefone após a entrega de um pacote direcionado ao presidente russo Vladimir Putin

  • Brasília | Jéssica Moura, do R7, em Brasília

Embaixada da Rússia

Embaixada da Rússia

Divulgação/CBMDF

Equipes do Bope (Batalhão de Operações Especiais) da Polícia Militar do Distritro Federal deflagraram na manhã desta quinta-feira (14) a Operação Petardo para apurar uma ameaça de bomba na Embaixada da Rússia, em Brasília.

Militares do Corpo de Bombeiros também acompanham a ação. Além do esquadrão antibombas, há viaturas de monitoramento de produtos perigosos e um caminhão contra incêndios no local.

De acordo com os bombeiros, um segurança da embaixada acionou os policiais depois de receber, por telefone, uma ameaça de que o prédio seria explodido por uma bomba. A Polícia Militar informou que uma encomenda foi entregue na embaixada e as características da caixa geraram desconfiança. 

O objeto foi colocado em um espaço blindado, caso seja detonado. O Bope vai verificar se realmente se trata de um explosivo. 

O pacote era endereçado ao presidente russo Vladimir Putin e foi recebido na portaria da embaixada. No entanto, esse não é o procedimento de segurança padrão, pois, pelas regras da missão diplomática russa no Brasil, a encomenda não poderia ter sido recebida na portaria. Como o protocolo não foi seguido, os funcionários ficaram desconfiados e chamaram a polícia.

Matéria em atualização.

Últimas