Brasília Após dois anos, UnB retoma aulas 100% presenciais nesta segunda (6)

Após dois anos, UnB retoma aulas 100% presenciais nesta segunda (6)

Instituição elaborou um plano para monitorar possíveis casos de Covid-19; protocolos para estudantes e professores são diferentes

  • Brasília | Do R7, em Brasília

Instituição fechou as portas no dia 12 de março de 2020 por causa da pandemia de Covid-19

Instituição fechou as portas no dia 12 de março de 2020 por causa da pandemia de Covid-19

Fabio Rodrigues/ Agência Brasil

Depois de dois anos, a UnB (Universidade de Brasília) vai retomar as aulas 100% presenciais nesta segunda-feira (6). A instituição fechou as portas no dia 12 de março de 2020 por causa da pandemia de Covid-19 – inicialmente, começou com uma suspensão de cinco dias, mas que se estendeu em razão do aumento de casos no Distrito Federal. Para o retorno, a instituição elaborou um plano para monitorar possíveis infectados pela doença em sala de aula ou nos laboratórios de ensino.

"Os protocolos para estudantes e professores são distintos, mas se alinham às orientações gerais para toda a comunidade acadêmica: adesão ao esquema vacinal completo (incluindo todas as doses de reforço disponibilizadas), uso de máscara em todos os ambientes (especialmente em locais fechados) e manutenção do distanciamento físico mínimo de 1 metro sempre que possível", informa a UnB.

De acordo com o planejamento, se um estudante estiver com suspeita de contaminação, deverá notificar imediatamente o professor da disciplina. Em seguida, consultar o serviço de saúde e permanecer em isolamento por dez dias (contados do início dos sintomas) ou sete dias, se testar negativo no quinto dia. Em caso de confirmação de contágio, o estudante precisará notificar imediatamente o professor da disciplina e permanecer em isolamento por dez dias.

Se um estudante comunicar a suspeita de contaminação, de contato com um possível caso ou testar positivo, o professor deverá informar a coordenação do curso e notificar a Coordenação de Atenção e Vigilância em Saúde. Além disso, o docente deverá manter contato com o estudante para atualização da situação e buscar alternativas para que, no retorno às atividades presenciais, o aluno recupere o conteúdo explorado.

Últimas