Brasília Bolsonaro pede a deputados que votem contra a reforma tributária

Bolsonaro pede a deputados que votem contra a reforma tributária

Ex-presidente diz que, caso fosse deputado, votaria ao longo de todo o mandato 'contra tudo que viesse do PT'

  • Brasília | Do R7, em Brasília

Bolsonaro pede votos 
contra a reforma tributária

Bolsonaro pede votos contra a reforma tributária

Washington Alves/Reuters

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) divulgou nota, na noite desta quarta-feira (5), em que pede a deputados que votem contra a proposta de emenda à Constituição (PEC) da reforma tributária. Como justificativa, Bolsonaro alega que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) "diz ter orgulho de ser comunista, que na Venezuela impera a democracia, [e] é amigo de Ortega, que prende padres e expulsa freiras".

O ex-presidente afirma também que Lula teria comemorado a sua inelegibilidade. "Só por isso, caso fosse deputado, votaria ao longo de todo o meu mandato contra tudo que viesse do PT", justifica o ex-presidente. (Veja a íntegra da nota no fim da reportagem).

Compartilhe esta notícia no WhatsApp
Compartilhe esta notícia no Telegram

O apelo de Bolsonaro vem no mesmo dia em que o líder do PL na Câmara dos Deputados, Altineu Côrtes, afirmou que a movimentação do governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), "está sensibilizando a bancada do PL" e pode contrariar a primeira orientação de voto contra a proposta de reforma tributária. O PL é o maior partido da Câmara, com 99 parlamentares. Uma das possibilidades ventiladas nos bastidores da Casa é a liberação da bancada para a votação da proposta.

Tarcísio de Freitas vai se reunir com Bolsonaro nesta quinta-feira (6), na véspera da votação da matéria no plenário. Apesar de afirmar que não tem a intenção de convencer o ex-presidente a apoiar o texto, a movimentação é vista como uma forma de atrair votos favoráveis dos parlamentares do PL.

"Eu vou trazer argumentos que me fizeram acreditar na reforma tributária. O presidente tem uma larga experiência, é uma grande liderança, quem sou eu para convencer alguém de alguma coisa. Eu só vou colocar aquilo que estou enxergando na reforma", disse, após reunião com a bancada do Republicanos.

O Republicanos decidiu apoiar o texto da reforma tributária. No entanto, a legenda condicionou o apoio a alterações no texto. Tarcísio de Freitas encabeça uma tentativa de costurar um acordo político para mudar trechos do texto que ele considera desvantajosos para estados e municípios. 

Veja a íntegra da nota divulgada nesta quarta-feira pelo ex-presidente Jair Bolsonaro

"Não à Reforma Tributária.

Lula se reúne com o Foro de SP (criado em 1990 por Fidel Castro, Lula, FARC, ...), diz ter orgulho de ser comunista, que na Venezuela impera a democracia, é amigo de Ortega, que prende padres e expulsa freiras, seu partido fez ferrenha oposição a nós por 4 anos e comemorou a minha inelegibilidade.

Só por isso, caso fosse deputado, votaria ao longo de todo o meu mandato contra tudo que viesse do PT.

Esse partido não se preocupa com povo e com a família, não respeita a propriedade privada, defende bandidos, desarma o cidadão de bem... Apenas deseja o poder absoluto a qualquer preço.

Não podemos apoiá-los em nada. Nos roubar a liberdade e nos escravizar é sua meta.

Do exposto, a todos aqueles que se elegeram com nossas bandeiras de "Deus, Pátria, Família e Liberdade", peço que votem contra a PEC da Reforma Tributária.

Jair Bolsonaro."

Últimas