Brasília Ministros vão sobrevoar as regiões alagadas na Bahia nesta terça (28)

Ministros vão sobrevoar as regiões alagadas na Bahia nesta terça (28)

Chefes da Cidadania, do Desenvolvimento Regional e da Saúde foram até a região para verificar os estragos causados pelas chuvas

  • Brasília | Carlos Eduardo Bafutto, do R7, em Brasília

O ministro da Cidadania, João Roma, visita região castigada pelas chuvas na Bahia

O ministro da Cidadania, João Roma, visita região castigada pelas chuvas na Bahia

Júlio Dutra/ Ministério da Cidadania

Está previsto para esta terça-feira (28), às 9h40, um sobrevoo com três ministros nas áreas mais afetadas pelas chuvas e enchentes no sul da Bahia. Os ministros da Cidadania, João Roma, do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, e da Saúde, Marcelo Queiroga, foram até a região para tomar conhecimento da situação causada pelas fortes chuvas, que já deixaram pelo menos 20 mortos e 358 feridos. Às 11h, está prevista uma coletiva dos ministros em Ilhéus (BA).

O ministro da Cidadania, João Roma, já visitou no domingo (26) a cidade de Ilhéus e outras áreas afetadas. No município, Roma afirmou que é crucial retirar as famílias das áreas de risco. 

É crucial que, neste momento, a gente reforce o estado de alerta, retire as famílias que estão nas áreas de risco e trabalhe para preservar vidas. Na sequência, tomaremos todas as medidas para amparar essas pessoas

João Roma, ministro da Cidadania

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que as pastas estão trabalhando em conjunto. "Eu, o ministro Rogério e o ministro João Roma, sob a determinação do presidente da República, fizemos uma reunião com o governador [Rui Costa] da Bahia e estamos juntos para dar toda a atenção ao povo baiano que sofre com essa enchente, que é uma catástrofe, um desastre; vamos trabalhar juntos," garantiu. 

O número de pessoas afetadas pelas chuvas nos últimos dias subiu de 430 mil para 470 mil, segundo balanço divulgado na tarde da segunda-feira (27) pela Sudec (Superintendência de Proteção e Defesa Civil) do estado. O número de desabrigados praticamente dobrou em poucas horas, passando de 16 mil, no domingo (26), para 31.405, na segunda. Já o número de desalojados é de 31.391.

Já são 116 municípios afetados, e as cidades que decretaram situação de emergência agora chegam a 100. No balanço anterior, eram 72 cidades. O governador do estado, Rui Costa (PT), enfatizou nesta segunda a necessidade de as pessoas que moram em áreas de risco irem a locais mais seguros e pediu que as prefeituras façam o cadastro da população desabrigada, para facilitar o direcionamento da ajuda que chega a essas pessoas.

Últimas