Economia Dólar fecha a quarta-feira em forte queda e passa a valer R$ 5,66

Dólar fecha a quarta-feira em forte queda e passa a valer R$ 5,66

Recuo de 1,8% da moeda norte-americana foi guiado por disputa eleitoral apertada nos Estados Unidos

Reuters
Dólar teve a maior queda diária desde 28 de agosto

Dólar teve a maior queda diária desde 28 de agosto

Thomas White/Reuters - 22.6.2017

O dólar fechou em forte queda contra o real nesta quarta-feira (4), em sessão marcada pela grande incerteza em relação à disputa eleitoral norte-americana. 

Em meio a esse cenário, a moeda norte-americana registrou queda de 1,8%, a R$ 5,657, seu menor patamar para encerramento desde 26 de outubro (5,6121) e sua maior desvalorização diária desde 28 de agosto (-2,927%).

O pleito entre o atual presidente, Donald Trump, e seu adversário democrata, Joe Biden, deixou investidores à espera de um resultado claro sobre quem será o próximo líder da maior economia do mundo.

Mesmo sem a contabilização de todos os votos e sem previsão concreta de quando haverá um vencedor definitivo, Trump afirmou que ganhou e irá à Suprema Corte para lutar pela vitória se necessário. Seu adversário, Joe Biden, declarou estar otimista sobre a vitória e pediu que todos os votos sejam contados, sem importar quanto tempo isso irá levar.

Leia mais: Trump quer parar contagem de votos em Michigan

Ele também afirmou nesta quarta-feira que cédulas "depositadas ilegalmente" não devem ser consideradas, e sua campanha ingressou com uma ação em Michigan para interromper a contagem de votos no Estado.

Contra uma cesta das principais moedas, o dólar tinha alta de cerca de 0,3%, cedendo algum terreno depois de ter disparado mais de 1,2% nas negociações overnight.

O peso mexicano e o rand sul-africano, dois dos principais pares do real, se recuperavam, saltando cerca de 0,6% e 1,2%, respectivamente, depois de terem caído mais cedo.

Últimas