Morre ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos

Candidato à Presidência estava em avião que caiu em Santos na manhã desta quarta-feira

Morre ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos

Morreu na manhã desta quarta-feira (13) o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, aos 49 anos. A informação foi confirmada ao R7 pelo deputado federal Walter Feldman (PSB-SP) e pela Prefeitura de Santos, onde caiu o avião em que viajava. O PSB, partido do candidato, também divulgou uma nota oficial confirmando a morte.

Candidato à Presidência pelo PSB, Campos ia de avião do Rio de Janeiro para o Guarujá, em São Paulo, onde teria agenda pública de campanha. O jato Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, em que ele viajava, caiu por volta das 10h desta quarta-feira. 

Além de Campos, estavam no avião mais seis pessoas: o cinegrafista Marcelo Lira; o fotógrafo Alexandre Severo; os assessores Pedro Valadares e Carlos Percol; e dois pilotos. A lista foi divulgada pelo PSB.

De acordo com o prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), dez pessoas que estavam no local da queda ficaram feridas por intoxicação e estilhaços. Seis foram para a Santa Casa e quatro para o pronto-socorro municipal. Nove já foram liberados. Apenas um ainda está em observação.

Campos morre no mesmo dia em que o avô Miguel Arraes 

Veja fotos do local do acidente em Santos (SP)

Dilma e Aécio cancelam agenda de campanha após acidente

O avião que caiu decolou do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino à Base Aérea de Santos. Quando se preparava para pouso, o avião arremeteu devido ao mau tempo, segundo a FAB. Em seguida, o controle de tráfego aéreo perdeu contato com a aeronave.

Campos foi governador de Pernambuco por dois mandatos consecutivos, de 2007 a 2014, e se licenciou do cargo neste ano para concorrer à Presidência da República. Antes de se eleger governador, Campos foi deputado por três mandatos consecutivos. Em 2005, o político pernambucano se tornou ministro da Ciência e Tecnologia do governo do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Leia a nota da Prefeitura de Santos na íntegra:

"Nota Prefeitura de Santos

Na manhã desta quarta-feira (13), a Cidade de Santos registrou um acidente aéreo entre as ruas Vahia de Abreu e Alexandre Herculano, no Boqueirão. Foi registrada a morte do ex-governador de Pernambuco e candidato à presidência da República, Eduardo Campos, e dos demais ocupantes da aeronave. Neste momento de dor, a Prefeitura de Santos informa a decretação de Luto Oficial de três dias por esta tragédia. Desde o momento do acidente, a Administração Municipal mobilizou sua estrutura de Saúde, Guarda Municipal, Companhia de Trânsito e da Defesa Civil para auxiliar o Corpo de Bombeiros ao atendimento das vítimas, combate ao incêndio, além de adotar medidas de suporte à equipe mobilizada pela ocorrência. Nossa preocupação, no momento, é prestar toda a solidariedade e assistência aos familiares das vítimas e moradores da região atingida pela aeronave.

Gabinete do Prefeito de Santos"

Leia a nota do PSB na íntegra:

"Luto - 13/08/2014

No dia em que são passados nove anos do falecimento de Miguel Arraes, o Partido Socialista Brasileiro cumpre o doloroso dever de comunicar o falecimento, nesta data, vítima de acidente aéreo, do seu presidente, ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, nosso candidato à Presidência da República.

Aos 49 anos recém completados, Eduardo Campos vivia o auge de sua brilhante carreira política: deputado estadual, secretario de Estado de Pernambuco, deputado federal, ministro de Estado, governador de Pernambuco reeleito por consagradora maioria, oferecia sua experiência e juventude ao serviço do País.

Candidato à Presidência da República, apresentou-se ao debate de nossas questões fundamentais, coerente com os princípios que sempre nortearem sua vida, e o primeiro deles era a busca por justiça social, razão de existência do Partido Socialista Brasileiro.

Perdemos Eduardo Campos quando mais o Brasil precisava de seu patriotismo, seu despreeendimento, seu destemor e sua competência.

Não é só Pernambuco e sua gente que perdem seu líder; não é só o PSB que perde seu líder. É o Brasil que perde um jovem e promissor estadista.

Estamos todos de luto.

Brasília, 13 de agosto de 2014

Roberto Amaral

Primeiro vice-presidente do Partido Socialista Brasileiro"

Veja as notícias do R7 na palma da mão. Assine o R7 Torpedo