Eleições 2022 GDF define esquema de segurança para dia das eleições

GDF define esquema de segurança para dia das eleições

Não haverá bloqueios de trânsito; forças de segurança vão escoltar urnas; e monitoramento terá reforço de câmeras

  • Eleições 2022 | Jéssica Moura, do R7, em Brasília

Forças de segurança estarão em cartórios eleitorais e em locais de votação e de apuração dos votos

Forças de segurança estarão em cartórios eleitorais e em locais de votação e de apuração dos votos

LR Moreira/Secom/TSE - 24.8.2022

Nesta quarta-feira (28), a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal divulgou o planejamento para as eleições neste domingo (2). A pasta informou que não haverá bloqueios de trânsito, mas o policiamento será reforçado por câmeras de videomonitoramento e servidores em campo.

VEJA COBERTURA COMPLETA DAS ELEIÇÕES 2022 NA PÁGINA ESPECIAL DO R7

Prédios públicos

O acesso a prédios públicos na Esplanada dos Ministérios, como Congresso Nacional, Supremo Tribunal Federal (STF) e Tribunal Superior Eleitoral (TSE), será bloqueado por grades. Além do reforço na proteção com policiais militares, a segurança própria dos órgãos vai se somar ao esquema.

Leia também: TRE-DF libera comércio de bebida alcoólica no dia da eleição

Trânsito

A SSP afirmou que não haverá interrupção no trânsito: o fluxo na Esplanada, por exemplo, estará liberado. No entanto, nas imediações dos locais de votação, o Detran vai organizar o trânsito. A Polícia Rodoviária Federal e o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) também vão fiscalizar as vias.

Escoltas e fiscalização

Cerca de 6.000 policiais militares foram destacados para garantir a segurança dos 41 caminhões que farão o transporte de 6.700 urnas eletrônicas aos 610 locais de votação no Distrito Federal. Os veículos serão carregados nesta quinta-feira (29) e seguirão escoltados para as escolas na sexta-feira (30).

No dia da eleição, as 20 juntas de apuração dos votos, os cartórios eleitorais e as escolas serão monitoradas pela PM. Já a Polícia Civil vai acompanhar os juízes eleitorais e promotores durante o pleito. A Polícia Federal também compõe o efetivo e terá agentes nas 19 zonas eleitorais, para coibir crimes.

Últimas