Eleições 2022 No último dia de campanha, candidatos apostam em locais estratégicos em busca de eleitores

No último dia de campanha, candidatos apostam em locais estratégicos em busca de eleitores

Candidatos à Presidência da República estarão neste sábado em São Paulo e cidades como Fortaleza, Campo Grande e Joinville (SC)

  • Eleições 2022 | Plínio Aguiar e Rossini Gomes, do R7, em Brasília

O Brasil tem 11 candidatos à Presidência da República nas eleições deste ano

O Brasil tem 11 candidatos à Presidência da República nas eleições deste ano

MONTAGEM/REUTERS/AFP/AGÊNCIA BRASIL/REDES SOCIAIS

Os candidatos à Presidência da República reservaram este sábado (1º), último dia de campanha, para visitar locais estratégicos e tentar conquistar votos nesta reta final. Depois de quase 50 dias de agenda em quase todos os estados do Brasil, os presidenciáveis vão conversar com eleitores no maior colégio eleitoral do país e em locais que reúnem a maioria de apoiadores à sua candidatura ou que são marcados como seu berço político.

Jair Bolsonaro (PL) fará uma motociata em São Paulo. A concentração começará às 7h na praça Campo de Bagatelle, em Santana, na Zona Norte da capital paulista. O início do evento está previsto para as 10h22.

À tarde, o presidente já estará em Santa Catarina, um dos seus principais redutos eleitorais. Ele fará uma motocarreata em Joinville, marcada para as 16h no Centro de Eventos Sítio Novo.

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) também estará na capital do estado que reúne o maior colégio eleitoral do país: São Paulo, com 34.667.793 eleitores. O único compromisso do petista previsto para este sábado é uma caminhada na Rua Augusta, n° 1670, no Centro, com concentração às 10h e saída às 11h.

O ex-presidente estará no evento acompanhado do seu vice, o ex-governador paulista Geraldo Alckmin (PSB). O ato será em conjunto com o candidato ao governo, Fernando Haddad; a candidata a vice-governadora, professora Lúcia França; e Márcio França, que busca uma vaga no Senado.

Ciro Gomes (PDT) tentará votos em Fortaleza, capital do estado que é seu berço político e onde o pedetista venceu em todas as vezes que disputou a Presidência da República. Em sabatina ao Jornal da Record, da Record TV, nessa terça-feira (27), o candidato disse que está na expectativa para que isso não mude. "É o meu desejo. Estou na mão dos cearenses", destacou na ocasião.

Na capital cearense, o candidato fará uma carreta com concentração na Avenida Presidente Costa e Silva, n° 9636, a partir das 15h. Ele participará do evento ao lado do candidato ao governo Roberto Cláudio (PDT), que está em terceiro lugar, com 18%, segundo a pesquisa Real Time Big Data divulgada nesta sexta-feira (30).

Simone Tebet (MDB) fará campanha num bairro distante 10km de onde Lula estará, em São Paulo. Ela participará do "Grande Encontro de Encerramento do Primeiro Turno", na Quadra da Caprichosos do Piqueri, às 10h. Ela participará do evento com o candidato ao Governo de São Paulo pelo PSDB, Rodrigo Garcia, e com o prefeito da capital do estado, Ricardo Nunes (MDB).

Para marcar presença no seu berço político, Tebet viajará para Campo Grande, às 16h. Em Mato Grosso do Sul, a candidata foi a primeira mulher a assumir a cadeira de vice-governadora, em 2010. De acordo com a agenda oficial, apesar de estar na capital do estado, Tebet não fará atividades de campanha junto a eleitores.

Soraya Thronicke (União Brasil), também do Mato Grosso do Sul, optou por finalizar a campanha eleitoral em São Paulo. A candidata terá dois compromissos na região central da capital, ambos à tarde: uma caminhada e corpo a corpo com eleitores no Mercado Municipal, às 12h; e uma visita a um bar, no Edifício Copan, às 13h30.

Felipe D'Avila (Novo) seguiu a maioria dos presidenviáveis e apostou em concluir a campanha no maior colégio eleitoral do país. Haverá concentração às 14h30 (na rua Leon Carvalho, n° 105, Jardim Martini) para uma carreata às 15h, com passagem pelos bairros Jardim Niterói, Jardim Maria Luiza, Jardim São Jorge, Jardim Domitila, Jardim Bransley e Jardim Martini). O ato será encerrado às 16h, na rua Leon Carvalho.

Os candidatos à Presidência José Maria Eymael (Democracia Cristã), Leonardo Péricles (Unidade Popular), Padre Kelmon (PTB), Sofia Manzano (PCB) e Vera Lúcia (PSTU) não têm agenda pública ou não divulgaram seus compromissos oficiais até a última atualização deste texto.

Regras até as 22h

Neste 47º e último dia de campanha eleitoral, que começou em 16 de agosto, os candidatos podem fazer propaganda "mediante alto-falantes ou amplificadores de som" das 8h às 22h. Este também é o horário-limite "para a distribuição de material gráfico, caminhada, carreata ou passeata, acompanhados ou não por carro de som ou minitrio", de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

1º turno das eleições

Urna eletrônica que será usada nestas eleições

Urna eletrônica que será usada nestas eleições

KEVIN DAVID/A7 PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O país terá quantidade recorde de eleitores aptos a votar nas eleições de 2022. Segundo o TSE, 156.454.011 brasileiros poderão comparecer às urnas neste domingo.

O eleitores vão votar na seguinte ordem: deputado federal (quatro dígitos), estadual ou distrital (cinco dígitos), senador (três dígitos), governador (dois dígitos) e, por último, presidente da República (dois dígitos).

As Forças Armadas vão atuar, no primeiro turno, em 10% dos municípios brasileiros: 561 das 5.570 cidades. Dez estão entre as 30 localidades com as maiores taxas médias de mortes violentas intencionais do país. O estado que vai receber o maior contingente é o Rio de Janeiro, onde os militares devem estar em 167 pontos.

Ajuste no horário em alguns estados

Em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Roraima, a votação vai das 7h às 16h, no horário local. No Acre, ocorrerá das 6h às 15h, no horário local. Já em Fernando de Noronha (PE), vai das 9h às 18h, no horário local, para coincidir com o horário de Brasília.

Em 11 municípios do Amazonas, que seguem o fuso do Acre, a votação começará às 6h e terminará às 15h, no horário local. São eles: Amaturá, Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Eirunepé, Envira, Guajará, Ipixuna, Itamarati, Jutaí, Tabatinga e São Paulo de Olivença. Nas outras cidades, a votação vai das 7h às 16h, no horário local.

Últimas