Minas Gerais BH registra em 2020 o segundo ano mais chuvoso da história da cidade

BH registra em 2020 o segundo ano mais chuvoso da história da cidade

Com volume de 2.338 milímetros, 2020 só ficou atrás do ano de 1983; início de 2021 pode ter menos chuvas, aponta especialista

2020 foi o 2º ano mais chuvoso da história de BH

2020 foi o 2º ano mais chuvoso da história de BH

Reprodução / Pixabay

O ano de 2020 foi o segundo mais chuvoso da história de Belo Horizonte.

Segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), o volume de 2.338 milímetros do ano passado só foi menor do que o registrado em 1983, quando 2.509,8 milímetros de chuva caíram na capital.

O meteorologista do Inmet, Claudemir de Azevedo, explica que o grande volume de chuvas no ano foi causado, principalmente, pelo rigor dos fenômenos climáticos durante o verão, principalmente nos três primeiros meses do ano.

— As condições típicas da estação, como o padrão de vento em superfície e em altos níveis atmosféricos, contribui para o grande volume de chuvas em Belo Horizonte.

Veja: Fotos mostram destruição causada por chuvas em Belo Horizonte

Além disso, Azevedo relembra o grande volume registrado em janeiro de 2020, que deixou um rastro de destruição em várias regiões de BH. De acordo com o próprio Inmet, o primeiro mês do ano foi o janeiro mais chuvoso da história da capital mineira.

Ruas de BH ficaram destruídas após chuvas de janeiro

Ruas de BH ficaram destruídas após chuvas de janeiro

Regiane Moreira / Record TV Minas

Janeiro foi determinante para esse número. Foram quase 1.000 milímetros naquele mês, um volume muito significativo.

Como será 2021?

O meteorologista Claudemir de Azevedo prefere não fazer nenhuma previsão para o ano inteiro. Mas, segundo ele, os dados mostram que o verão de 2021 em Minas não será tão chuvoso quando o anterior.

— Ainda é cedo para afirmar algo com total certeza, mas é possível que as chuvas até março fiquem dentro ou até mesmo abaixo da média em quase todo o Estado. Apenas no Sul de Minas e no Triângulo Mineiro é que deve chover um pouco mais.

Veja: Temporal em Nova Era (MG) destrói telhados e deixa cidade sem luz

Apesar dos grandes estragos causados pelos temporais do ano passado em BH e outras partes de Minas, o meteorologista ressalta a importância da regularidade do período chuvoso durante o verão.

— Como as precipitações se tornam escassas durante o outono e inverno, as chuvas que acontecem até março são as principais responsáveis pela garantia do abastecimento durante o restante do ano.

Confira o ranking dos anos mais chuvosos da história de Belo Horizonte:

1º lugar - 1983: 2.509,8 mm

2º lugar - 2020: 2.338 mm

3º lugar - 1945: 2.268,3 mm

4º lugar - 1985: 2.266,3 mm

5º lugar - 1926: 2.239 mm

*Estagiário do R7, sob supervisão de Pablo Nascimento

Últimas