Governo de Minas investiga 57 mortes por dengue no Estado

Balanço divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde mostra que já foram registrados 140 mil casos prováveis da doença até o momento

Minas já registra 140 mil casos da doença

Minas já registra 140 mil casos da doença

Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr

A Secretaria de Estado de Saúde investiga se a dengue causou a morte de 57 pessoas em Minas Gerais. Até o momento, 14 óbitos já foram registrados, nas cidades de Betim (6), Uberlândia (2), Unaí (2), Arcos (1), Ibirité (1) e Paracatu (1).

Ao todo, 140.754 casos da doença causada pelo mosquito Aedes aegypti já foram registrados em todo o Estado. Para se ter uma ideia, no intervalo de uma semana, foram contabilizados quase 20 mil novos casos, que é pouco menos do que foi registrado em todo o ano de 2017.

Veja mais: Com 11 mil casos de dengue no ano, BH amplia atendimento a pacientes

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, 113 municípios mineiros estão com incidência muito alta de casos prováveis de dengue. Esse número era de 99 cidades há uma semana. Esse alerta é feito quando são registrados mais de 300 casos para cada 100 mil habitantes. 

É o caso de Belo Horizonte, que registra 582 casos para cada 100 mil pessoas, Betim e Contagem, na Grande BH, com 760 e 916 ocorrências, respectivamente. A cidade com maior incidência de dengue, até o momento, é Felixlândia (a 194 km de Belo Horizonte), com 2.861 casos para cada 100 mil habitantes.