Minas Gerais Quadrilha é condenada a 1.500 anos de prisão por roubo a banco em MG

Quadrilha é condenada a 1.500 anos de prisão por roubo a banco em MG

Grupo assaltou três agências do Banco do Brasil em Uberaba em junho do ano passado; ação teve troca de tiros com a polícia e moradores reféns

Quadrilha pega mais de 1.500 anos de prisão em MG

Quadrilha pega mais de 1.500 anos de prisão em MG

Divulgação / PMMG

Dez assaltantes envolvidos no roubo de três agências do Banco do Brasil em Uberaba, a 481 km de Belo Horizonte, foram condenados a mais de 1.500 anos de prisão no total. Essa foi a maior pena coletiva para um grupo criminoso na região do Triângulo Mineiro.

De acordo com a 2ª Vara Criminal de Uberaba, todos os réus pegaram mais de 100 anos de prisão e as penas variam entre 140 anos e 152 anos. A sentença é do dia 9 de setembro pelo juiz Marcelo Geraldo Lemos e os réus foram comunicados através de videoconferência.

Relembre o caso

No dia 27 de junho de 2019, dez assaltantes fortemente armados arrombaram três agências bancárias em Uberaba, no Triângulo Mineiro. O grupo chegou a atirar nas câmeras de segurança da cidade para que não fossem filmados e reconhecidos.

Veja: Jovem baleada durante ataque a bancos em MG corre risco de morrer

Durante a fuga, os ladrões trocaram tiros com os policiais e fizeram moradores da cidade reféns. Por conta do ataque, o transporte público e as aulas foram suspensas e parte do município ficou sem energia elétrica.

O grupo foi preso após duas horas de negociação com os policiais. Com eles, foram encontradas armas de grosso calibre, coletes à prova de bala e muita munição. A Polícia Civil continua procurando outros envolvidos no caso, já que a quadrilha atuava em outros estados.

*Estagiário do R7 sob a supervisão de Lucas Pavanelli

Últimas