Minas Gerais Valadares (MG) pede ajuda para atender pacientes com covid-19

Valadares (MG) pede ajuda para atender pacientes com covid-19

Cerca de 90% dos leitos públicos de Governador Valadares (MG) estão ocupados, e rede privada está lotada; cidade pede ajuda ao Governo de Minas

  • Minas Gerais | Vivian Dias, da TV Leste

O sistema de saúde de Governador Valadares, a 320 km de Belo Horizonte, está à beira de um colapso. Os leitos da rede privada para pacientes da covid-19 estão lotados e a ocupação dos leitos da rede pública está próxima dos 90%.

A solução encontrada pela prefeitura da cidade, que tem mais de 250 mil habitantes, foi pedir ajuda ao Governo de Minas para que os pacientes graves sejam transferidos para outros hospitais do Estado. É a única saída para que nenhuma pessoa fique sem ser atendida.

De acordo com a secretária adjunta de saúde de Governador Valadares, Caroline Sangália, um ofício foi enviado ao Governo de Minas neste sábado (12), quando a ocupação dos leitos públicos da cidade estava em 100%. Ela classificou a situação da pandemia na cidade como “crítica”.

— O comunicado continua valendo mesmo com a ocupação em 90%, até porque estamos no momento mais crítico da pandemia, talvez o pior. O Estado precisa criar esse fluxo (de transferência) para que nenhum paciente fique desassistido.

Veja: BH tem 62% dos leitos de UTI para covid-19 ocupados, mostra boletim

Ao todo, Governador Valadares tem 58 leitos de terapia intensiva. Três foram interditados por problemas com infiltração, mas já foram liberados.

Cerca de 90% dos leitos públicos da cidade estão ocupados

Cerca de 90% dos leitos públicos da cidade estão ocupados

Reprodução / Record TV Minas

Relaxamento

O pico da pandemia na cidade foi em junho, mas, para a secretária adjunta de Saúde, o momento atual é pior, já que os médicos estão sobrecarregados e os pacientes estão chegando aos hospitais em estado mais grave. Caroline Sangália acredita que a população da região “relaxou” nas medidas de combate à covid-19.

— Não respeitam mais as regras de distanciamento, de quarentena. Se um paciente quebra a quarentena, a gente não fica sabendo. É uma responsabilidade de todos. Não adianta a gente abrir leitos e as pessoas chegarem cada vez mais graves.

De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (14), Governador Valadares tem 394 mortes causadas pela covid-19, 11.531 casos confirmados da doença e 10.848 curados. Nos 13 primeiros dias de dezembro, foram registradas 37 mortes na cidade, sendo quatro no último domingo (13).

Últimas