Minas Gerais Vítima da Backer recebe alta após contrair vírus em transplante de rim

Vítima da Backer recebe alta após contrair vírus em transplante de rim

Professor universitário Cristiano Gomes, intoxicado com cervejas da marca, ficou internado por quase um mês, em um hospital de Belo Horizonte

Cristiano Gomes fará um tratamento médico domiciliar

Cristiano Gomes fará um tratamento médico domiciliar

Flávia Shayer / Arquivo Pessoal

O professor universitário Cristiano Gomes, de 47 anos, uma das vítimas da cerveja contaminada da Backer, recebeu alta, nesta segunda-feira (30), do hospital onde estava internado após contrair um vírus após transplante de rim. Ele ficou internado por quase um mês.

O comunicado da alta médica foi feito pela mulher do professor, Flávia Shayer, que. foi a doadora do órgão. Em publicação feita em redes sociais, Flávia esclareceu que o marido seguirá com o tratamento em casa, com ajuda de médicos.

Agora a família se preocupa em mantê-lo afastado da covid-19, devido à imunidade baixa.

Histórico

No dia 29 de setembro, Gomes passou pela cirurgia de transplante após o órgão ter o funcionamento comprometido por causa da intoxicação por dietilenoglicol, substância tóxica que estava em garrafas da cerveja Belorizontina.

O professor chegou a sair do hospital, mas voltou a ser internado no dia 4 de novembro.

Caso Backer

No mês de setembro, três sócios e sete funcionários da cervejaria Backer viraram réus no processo contra a empresa referente às intoxicações causadas pela cerveja Belohorizontina. Dez pessoas morreram e mais de 20 tiveram complicações após consumirem a bebida.

*Estagiário do R7 sob supervisão de Pablo Nascimento 

Últimas