Christina Lemos Com lema “Por Brasil Mais Justo”, Moro tenta liderar terceira via

Com lema “Por Brasil Mais Justo”, Moro tenta liderar terceira via

Ex-juiz tentará encarnar duplo papel de anti-Lula e anti-Bolsonaro. Discurso destacará combate à corrupção e à impunidade, mas contemplará momento de crise, com foco nos mais pobres

Sergio Moro:  começando de novo pela terceira vez

Sergio Moro: começando de novo pela terceira vez

Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

O ex-juiz e ex-ministro da Justiça Sergio Moro, ao assinar hoje a ficha de filiação ao Podemos pelo estado do Paraná, descumpre a promessa de “jamais entrar na política”, feita em dezembro de 2016, para embarcar sem escala na corrida eleitoral de 2022. Personagem público maior que a pequena legenda que o abriga, Moro busca descolar-se de imediato do pelotão de 14 postulantes da terceira via, como alternativa à polarização entre Bolsonaro e Lula, assumindo como lema “um Brasil mais justo para todos”.

O evento de filiação, previsto para as 9h em Brasília, começará efetivamente às 10h e contará com apenas três pronunciamentos: o do senador Álvaro Dias, representando os parlamentares, o da presidente do Podemos, Renata Abreu, e o do próprio Moro, com duração prevista de 30 minutos.

O pronunciamento que inaugura a entrada formal de Sergio Moro no processo eleitoral será dividido em três partes. O ex-titular da Lava Jato vai se pôr à disposição do Podemos e explicar as razões de sua pré-candidatura. Nesse ponto, Moro ressaltará seu principal legado: o vínculo com a aplicação da Justiça e o combate à corrupção e à impunidade.

Daí para a frente, o termo “justiça” será ampliado para associar-se à defesa da redução das desigualdades sociais. Moro vai se dirigir a um Brasil empobrecido pela crise econômica e entristecido pela tragédia da pandemia. Fará uma análise da conjuntura sem poupar os gestores federais, mas não deve citar nomes.

O ex-juiz buscará a vaga de anti-Bolsonaro e também de anti-Lula ao esboçar as linhas gerais de seu projeto: na economia, o respeito aos contratos, liberdade de mercado e estímulo ao crescimento. Na esfera social, amparo amplo às camadas desfavorecidas, com foco no combate ao desemprego. E, claro, uma sinalização forte de correção de rumos no combate à impunidade e à insegurança.

A expectativa é que termine aclamado como pré-candidato à Presidência. O desafio do Podemos, no entanto, é fornecer a Moro uma estrutura mínima de campanha e de alianças que lhe permita conquistar tempo de TV e projeção nacional.

Últimas