Christina Lemos Miranda: “Não quero ser usado para criar narrativas”

Miranda: “Não quero ser usado para criar narrativas”

Deputado disse, via Twitter, que só teve 'conversas republicanas' com líder do governo; Ricardo Barros, enviou o print ao blog

Deputado Luís Miranda na CPI da Covid

Deputado Luís Miranda na CPI da Covid

Adriano Machado/Reuters - 25.06.2021

O líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR), alvo de suspeitas de envolvimento em negociações irregulares para a compra de vacinas contra a covid-19, distribuiu há pouco uma declaração atribuída a um dos denunciantes, o deputado Luís Miranda (DEM-DF).

Segundo print de postagem em rede social, encaminhado ao blog por Barros, Miranda teria declarado que não quer "ser usado para criar narrativas".

Print da postagem, que supostamente foi apagada do Twitter

Print da postagem, que supostamente foi apagada do Twitter

Reprodução/Twitter

"Volto a afirmar que todas as minhas conversas com Ricardo Barros foram republicanas e não vou me pronunciar sobre fatos que não posso provar", afirmou em postagem no Twitter. A mensagem é uma resposta a outro tuíte, da revista Crusoé, em que Miranda teria relatado que, em reunião com o líder do governo, recebeu oferta de propina para não atrapalhar o negócio da Covaxin.

A postagem não consta mais da página de Luís Miranda na rede social. De acordo com o print da imagem capturada pelo líder do governo, a postagem foi às 21h52 desta terça-feira (29).

Últimas