Rio de Janeiro Com previsão de chuva, Rio permanece em estágio de atenção

Com previsão de chuva, Rio permanece em estágio de atenção

Município foi atingido por grandes acumulados que estavam previstos para todo o mês de setembro e causou transtornos para a população

  • Rio de Janeiro | Ana Beatriz Araújo, do R7*, com Agência Brasil

Rio registrou intensos alagamentos

Rio registrou intensos alagamentos

Reprodução/Agência Brasil

O Rio continua em estágio de atenção por conta dos grandes acumulados de chuva, previstos para todo o mês de setembro, que atingiram o município desde a madrugada desta terça-feira (22).

A estação do Alto da Boa Vista registrou 183,2mm de chuva somente nas últimas 24h – a média histórica para esta época do ano era 148,3mm. Já na estação Grota Funda, os acumulados superaram a média histórica de 107,3mm e chegou a 142,0mm.

Alerj vota hoje impeachment do governador afastado, Wilson Witzel

De acordo com o COR (Centro de Operações da Prefeitura) há previsão de chuva fraca a moderada para esta quarta-feira (23). O mau tempo já atinge outras cidades do interior do estado, Região dos Lagos e Costa Verde.

Além disso, a frente fria que atua sobre o Rio de Janeiro traz ventos úmidos do oceano que causam instabilidades e pode chover a qualquer momento. A Marinha também emitiu um alerta de ressaca com ondas que podem chegar até três metros.

Desde terça-feira (22), os temporais geraram transtornos para os cariocas, principalmente nas zonas oeste e sul e o Maciço da Tijuca. Essas regiões foram atingidas por alagamentos que complicaram o trânsito na volta para casa.

Polícia faz ação contra quadrilha de fraude de cartões de passagem no RJ

O BRT no corredor Transoeste, por exemplo, funcionou com intervalos maiores. No início da tarde, o trecho entre as estações Santa Veridiana e Santa Cruz ficou fechado e a circulação da linha 10 que faz o trajeto Santa Cruz X Alvorada foi interrompida. No metrô, houve complicações no percurso entre Botafogo e Gávea, na zona sul.

Em Araruama, na Região dos Lagos, ao menos 26 pessoas ficaram desalojadas pela invasão da água nas casas. Os moradores foram levados para abrigos da Prefeitura.

Houve ainda 14 ocorrências de queda de árvores. A Defesa Civil também acionou as sirenes em 17 comunidades por riscos de deslizamentos e houve registro de acidente na estrada da Gávea Pequena. Os alertas foram desligadas às 7h10 de hoje.

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas