Rio de Janeiro Operação Calígula: Justiça quer incluir filho de Rogério de Andrade na lista de procurados da Interpol

Operação Calígula: Justiça quer incluir filho de Rogério de Andrade na lista de procurados da Interpol

Gustavo de Andrade e outro 11 réus devem ser incluídos a pedido da Justiça. Grupo é investigado por vantagens com jogos de azar

  • Rio de Janeiro | Do R7, com Record TV Rio

Rogério e Gustavo Andrade estão foragidos

Rogério e Gustavo Andrade estão foragidos

Reprodução

A Justiça do Rio de Janeiro quer incluir o nome de Gustavo, filho do contraventor Rogério de Andrade, na lista de procurados da Interpol. De acordo com requerimento da 1ª Vara Criminal Especializada da Capital, também serão inscritos outros 11 réus do processo que envolve pai e filho. Rogério foi incluído na lista no mês passado.

Conforme denúncia do Ministério Público, tais foragidos são acusados de promoverem, financiaram e integraram organização criminosa armada. Alvos da Operação Calígula, eles obtinham, direta ou indiretamente, lucro com a exploração de jogos de azar no estado. 

Em maio desse ano, a 1ª Vara Especializada já havia decretado a prisão preventiva de 15 pessoas: entre elas, Rogério Andrade, o delegado de Polícia Civil Marcos Cipriano de Oliveira Mello e o policial militar reformado Ronnie Lessa - que já está preso, acusado de envolvimento na morte da vereadora Marielle Franco e de seu motorista Anderson Gomes.

A delegada da Polícia Civil Adriana Cardoso Belém, suspeita de receber propinas para favorecer a atuação do grupo criminoso, foi presa após a polícia encontrar em sua casa quase R$ 2 milhões em espécie

Rogério Costa de Andrade e Silva é sobrinho do falecido bicheiro Castor de Andrade. Ele também é suspeito de ser o mandante da morte do bicheiro Fernando Iggnácio, no ano passado. 

Últimas