Rio de Janeiro PM adia instalação de câmeras em uniforme de agentes no RJ

PM adia instalação de câmeras em uniforme de agentes no RJ

Operação do sistema estava prevista para começar em dez batalhões na próxima segunda-feira (16)

  • Rio de Janeiro | Bruna Oliveira, do R7

Câmeras já foram compradas pelo estado

Câmeras já foram compradas pelo estado

Divulgação/Governo do RJ

Foi adiada a instalação de câmeras portáteis em uniformes de policiais militares no Rio de Janeiro. A operação do sistema estava prevista para começar com cerca de 2.000 agentes em dez batalhões da capital na próxima segunda-feira (16). 

A justificativa do estado foi que a empresa responsável pelo sistema solicitou 20 dias de adiamento por "questões operacionais". Em nota, o governo informou que iniciou o processo de aplicação de penalidade. 

O estado argumentou, ainda, que é fundamental que esse programa funcione em sua totalidade para que seja garantida a transparência nas ações policiais.

A nova data para a instalação das câmeras nos uniformes dos agentes ainda não foi divulgada. Em abril, o cronograma divulgado pelas autoridades estabelecia que o sistema estaria em funcionamento em todo o Rio de Janeiro até o fim de junho. 

A medida foi aprovada pela Alerj (Assembleia Legislativa do Rio) em junho do ano passado, após a operação mais letal do Rio, no Jacarezinho, na zona norte, com 28 mortos.

A fase de testes do uso do equipamento acoplado às fardas ocorreu no Réveillon de Copacabana, na zona sul, após o governo do estado comprar mais de 21.571 kits de câmeras.

Últimas