Rio de Janeiro RJ: bombeiros procuram por 13 desaparecidos em desabamento 

RJ: bombeiros procuram por 13 desaparecidos em desabamento 

Militares confirmaram mais três pessoas localizadas nos escombros na Muzema, zona oeste; ao menos 3 morreram e 10 ficaram feridos no acidente

Bombeiros buscam desaparecidos nos escombros

Bombeiros buscam desaparecidos nos escombros

Record TV

Treze pessoas ainda podem estar desaparecidas na área onde ocorreu o desabamento de dois prédios na comunidade da Muzema, zona oeste do Rio de Janeiro, nesta sexta-feira (12), segundo informações do Corpo de Bombeiros.

No início da noite, os militares confirmaram mais três pessoas localizadas nos escombros. No entanto, até 18h30, elas ainda não haviam sido retiradas do local.

'Dormia no trabalho para economizar dinheiro para apartamento', diz morador de prédio que desabou no Rio

O acidente com as construções irregulares, segundo a Prefeitura do Rio, deixou ao menos três mortos e 10 feridos.

O secretário Municipal de Infraestrutura e Habitação, Sebastião Bruno, esteve no local da tragédia e afirmou que já foi definida a demolição de dois prédios da região por medida de segurança. Bruno adiantou que as famílias desabrigadas receberão aluguel social.

Hoje, o governo municipal confirmou que, desde 2005, trava batalhas na Justiça para interditar os edifícios que estão localizados em APA (Área de Proteção Ambiental), com riscos de deslizamento.

A prefeitura destacou ainda que, há dois dias, o TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro) negou um recurso para a demolição de prédios erguidos na comunidade da Muzema.

O MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) também investiga se a comunidade da Muzema é controlada por um grupo de milícia suspeito de envolvimento no assassinato da vereadora Marielle Franco, em março de 2018.