São Paulo Moradores viram a noite em busca de soterrados na Baixada Santista

Moradores viram a noite em busca de soterrados na Baixada Santista

Comunidade ajuda bombeiros após deslizamentos provocados por fortes chuvas na região. "O pessoal não quer desistir", contou um dos moradores

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

Moradores ajudam trabalho dos bombeiros

Moradores ajudam trabalho dos bombeiros

Reprodução/Record TV

Ao longo de toda a madrugada desta quarta-feira (4), moradores trabalharam ao lado dos bombeiros em uma das áreas mais afetadas pelos deslizamentos provocados pelas fortes chuvas que atingiram a Baixada Santista, o Morro do Tetéu, em Santos. Ali foram registradas as três ocorridas na cidade. 

Leia também: Após chuvas, cidades da Baixada Santista decretam calamidade

A busca por amigos, parentes e vizinhos soterrados varou a noite e houve revezamento entre os voluntários para que conseguissem manter os trabalhos ininterruptamente. "Tem muita gente aqui como voluntário. O pessoal não quer desistir", contou um dos moradores, Leandro da Silva, à Record TV.

Veja também: Morre segundo bombeiro vítima das chuvas na Baixada Santista

Eles usam ferramentas que tinham disponíveis em casa para revirar a lama e empurrar entulho. "Passamos a noite fazendo isos aqui. Só que foi piorando a chuva, teve mais deslizamento aí tivemos que recuar. De manhã continuamos e com a chegada dos bombeiros fomos pedindo orientação técnica", disse Leandro. "É uma cena mto triste", desabafou.

Leia também: "Minha filha está embaixo da terra", diz morador do Guarujá após chuvas

A cidade de Santos decretou estado de emergência após o temporal. Além das três pessoas mortas, há 5 desaparecidas e 37 desabrigadas.

Ao todo, 19 pessoas morreram na Baixada Santista. Trinta estão desaparecidas. As prefeituras de São Vicente e Guarujá declararam estado de calamidade pública. Houve 15 mortes no Guarujá e uma em São Vicente.

Últimas