Small-house Faça do R7.com sua página inicial

SIM NÃO

Economia

23/7/2013 às 18h39 (Atualizado em 23/7/2013 às 18h40)

Dólar cai para R$ 2,22 e Bolsa de São Paulo tem sexto dia de valorização 

Empresas do grupo EBX, de Eike Batista, foram destaques na alta desta terça-feira (22)

Reuters

, com EFE

O principal índice da Bolsa de São Paulo (Bovespa) teve nesta terça-feira (23) seu sexto dia de valorização em sete sessões, com investidores desmontando posições vendidas em meio à maior estabilidade internacional. No mercado cambial, o dólar fechou em baixa de 0,53%, negociado a R$ 2,220 para compra e R$ 2,222 para venda.

O Ibovespa subiu 0,51%, aos 48.819 pontos. O índice chegou a avançar 1,66%, na máxima, mas perdeu força perto do fim da sessão. O giro financeiro do pregão foi de R$ 5,72 bilhões, abaixo da média diária em 2013.

Para especialistas, a alta da sessão deu continuidade à correção de quedas exageradas nos últimos meses, em meio ao pessimismo sobre a temores de eventual retirada dos estímulos monetários pelo Federal Reserve, o que poderia reduzir o fluxo de capitais para mercados emergentes.

Desde o fechamento de 12 de julho, o Ibovespa acumula valorização de 7,2%. Ainda assim, a queda no ano é de quase 20%. O Credit Suisse indicou, em nota da mesa de operações a clientes, que o País pode esperar mais mudanças índice.

— O Brasil parece estar tão "subinvestido" neste momento que qualquer operação significativa nos mercados futuro ou à vista pode mover o índice em 1% para cima ou para baixo.

Esse raciocínio tem suporte no baixo volume financeiro, que facilita maiores oscilações do índice.

A maior estabilidade internacional nas últimas semanas foi possível graças a sinais de autoridades do Fed de que o plano do banco central dos Estados Unidos de reduzir os estímulos ainda depende de dados econômicos, e que o juro básico do país deve permanecer no piso recorde por um longo período.

Esse cenário tem desencadeado um movimento de correção da Bovespa, motivando investidores a cobrir posições vendidas. O operador Thiago Montenegro, da Quantitas Asset Management, comentou sobre os contratos da Bolsa.

— Há cerca de um mês, estávamos acima da faixa de 90 mil contratos (de Ibovespa futuro) vendidos, agora esse número está recuando para a faixa dos 70 mil.

Nesta sessão, as mineradoras Vale e MMX e a petroleira OGX, estas últimas do grupo EBX, de Eike Batista, foram destaques de alta.

O papel da MMX, que chegou a subir mais de 15%, em meio a comentários de analistas de possível venda de ativos pela companhia. A empresa já afirmou manter negociações com a suíça Glencore Xtrata e a holandesa Trafigura.

A operadora de telecomunicações Oi e a incorporadora imobiliária Brookfield foram destaques de queda.

Níveis de suporte

Durante a sessão, o Ibovespa chegou a romper o patamar dos 49 mil pontos. A perspectiva é que o índice volte a ficar acima dos 50 mil pontos nos próximos pregões, segundo o analista-chefe da Gradual Investimentos, Paulo Esteves.

— O que poderia estancar o avanço são os resultados corporativos, mas com o início da safra de balanços, investidores estão se conscientizando de que a fase não está tão ruim e que descontaram demais os preços.

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
Ranking

Executiva mais bem paga do mundo nasceu homem. Descubra quem é

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Objetos estranhos com preços salgados

Você pagaria R$ 1 milhão por uma câmera, garagem ou TV?

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Dinheiro

Nos 20 anos de Real, veja moedas que passaram pelo bolso do brasileiro

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Coração de ouro

Ricaças e poderosas ajudam a arrecadar mais de R$ 7 bi para causas sociais

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Economia

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!