Internacional

14/2/2013 às 07h14 (Atualizado em 14/2/2013 às 07h32)

Acusados de estuprar seis turistas espanholas em Acapulco são presos

As mulheres foram atacadas por homens armados enquanto dormiam

EFE

As seis espanholas sofreram abuso sexual em 4 de fevereiro, quando estavam em um complexo de bangalôs de Acapulco, um dos principais centros turísticos do México Divulgação

As autoridades do México prenderam seis acusados de estuprar seis espanholas na cidade de Acapulco e consideram o caso "resolvido", embora um suposto agressor ainda esteja foragido.

Há "evidências suficientes de sua participação", afirmou o procurador-geral do México, Jesús Murillo Karam, em entrevista coletiva realizada em Acapulco.

As seis espanholas sofreram abuso sexual em 4 de fevereiro, quando estavam em um complexo de bangalôs de Acapulco, um dos principais centros turísticos do México.

No grupo de turistas se encontravam ainda seis espanhóis, que foram amarrados pelos agressores, e uma mexicana, que não foi atacada.

Fúria doméstica: mulheres são alvo de violência no mundo inteiro

Murillo Karam afirmou que os detidos, que têm entre 16 e 30 anos, confessaram o crime e fizeram "um relato do que ocorreu".

O procurador disse ainda que a prisão foi feita após uma grande investigação.

De acordo com a polícia, um dos acusados foi detido ontem pela tarde e o restante nesta madrugada.

Cinco deles foram presos em Acapulco e o sexto em uma cidade vizinha.

Segundo o inspetor geral da Polícia Ministerial Federal, Vidal Díaz, comprovou-se "de maneira indubitável" a participação dos jovens nos fatos. Díaz informou que os presos tinham em seu poder objetos roubados das vítimas, como seus telefones celulares.

A identidade de todos eles foi revelada, com exceção do menor.

Embora neste fim de semana tenha sido informado sobre a prisão de seis pessoas relacionados com o crime, as autoridades mexicanas afirmaram hoje que elas não estavam envolvidas no estupro das espanholas.

Murillo Karam lembrou que o caso dos espanholas "está resolvido, mas não é o único". Segundo dados oficiais, em 2012 foram denunciados no México 14.050 estupros e houve outros 17.459 casos registrados nas estatísticas como "outros delitos sexuais". No entanto, organizações como a Anistia Internacional calculam que estas denúncias podem representar só 20% dos estupros cometidos no país. 

 

O que acontece no mundo passa por aqui

Moda, esportes, política, TV: as notícias mais quentes do dia

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!