Transição de Governo

Brasília Entidades do agronegócio devem se reunir com Lula antes da posse

Entidades do agronegócio devem se reunir com Lula antes da posse

Equipe de transição afirma que há interesse de ambas as partes em dialogar; pesca deve continuar no Ministério da Agricultura

  • Brasília | Ana Isabel Mansur e Plínio Aguiar, Do R7, em Brasília

A senadora Kátia Abreu (PP-TO) durante pronunciamento na CPI da Pandemia

A senadora Kátia Abreu (PP-TO) durante pronunciamento na CPI da Pandemia

Edilson Rodrigues/Agência Senado - 18.05.2021

As entidades de classe, associações e representantes do agronégocio brasileiro devem se encontrar com o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) antes da posse presidencial. A senadora Kátia Abreu (PP-TO), integrante do grupo técnico de Agricultura, Pecuária e Abastecimento da equipe de transição, está fazendo a interlocução entre o petista e o setor.

"Tenho convição de que [o grupo técnico] ouvirá entidades de classe [do agro], que estão à frente dos problemas, desafios e sonhos", afirmou a senadora, nesta quinta-feira (24), no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), onde se concentram os trabalhos da transição.

"Eu mesma já consultei praticamente todas por telefone. Elas aceitaram dialogar com o governo. Ao repassar essa informação ao Lula, ele demonstoru total interesse em se reunir com essas entidades, antes da posse. Vamos providenciar o encontro com esses representantes do grande agronegócio brasileiro, [que inclui] a agricultura familiar e produtores locais, nacionais e exportadores", detalhou a ex-ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do governo de Dilma Rousseff (PT).

Na avaliação de Kátia Abreu, o objetivo é municiar o próximo chefe da pasta com as informações necessárias. "Tenho certeza que o ministro vai encontrar um caminho facilitado. Temos aqui três ex-ministros da Agricultura e conhecemos na pele como é dificil chegar sem saber informação nenhuma. O Brasil é maior que a política, maior do que partidos e indicações", declarou. Além da senadora, fazem parte do grupo técnico os ex-ministros Luiz Carlos Guedes e Neri Geller.

Pesca

undefined

A equipe de agricultura do presidente eleito concorda em manter a área da Pesca dentro da atuação do Ministério da Agricultura. "As pastas não estão definidas, mas recomendaremos (a manutenção), porque é quase um consenso do grupo técnico. A pesca é uma atividade muito importante para o agronegócio e certamente será sempre bem cuidada. Mas isso (desmembramento) quem vai decidir é o presidente e o futuro ministro", destacou Kátia Abreu.

Últimas