Brasília Protestos e mais policiamento; veja como será o 7 de Setembro no DF

Protestos e mais policiamento; veja como será o 7 de Setembro no DF

Acesso à Esplanada será restrito e trânsito na área central de Brasília ficará fechado a partir da 0h de terça

  • Brasília | Lucas Nanini, do R7, em Brasília

Resumindo a Notícia

  • Estão previstos protestos a favor e contra o presidente Jair Bolsonaro
  • Serão 5 mil homens fazendo a segurança na área central de Brasília
  • Acesso à Esplanada será restrito e vias serão fechadas
  • Haverá mudança na vacinação contra Covid no Plano Piloto
Manifestantes se concentraram na frente do Palácio do Planalto e na Esplanada dos Ministérios; Brasília terá atos a favor e contra o presidente neste 7 de Setembro

Manifestantes se concentraram na frente do Palácio do Planalto e na Esplanada dos Ministérios; Brasília terá atos a favor e contra o presidente neste 7 de Setembro

WALLACE MARTINS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO 31.05.2020

Brasília deve ter um feriado de 7 de Setembro movimentado. A previsão é de manifestações a favor e contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que deve permanecer na capital pela manhã. Com ocupação de quase 100% nos hotéis, a segurança terá reforço e haverá fechamento da Esplanada dos Ministérios, com restrição de acesso aos espaços onde devem ocorrer os protestos.

O policiamento será intensificado em toda a região central de Brasília. O GDF destacou 5 mil agentes da segurança pública para as manifestações. A Polícia Militar realizará linhas de revistas pessoais e bloqueios nas principais vias da Esplanada e proximidades da Torre de TV. Por segurança, o acesso à Praça dos Três Poderes será restrito.

A Polícia Militar escalará 100% do efetivo para o feriado de 7 de setembro. O comando da corporação atende a uma recomendação do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT). A convocação dos militares é uma forma de impedir que membros da ativa participem dos protestos marcados para o feriado.

Policiamento da Esplanada será reforçado para o 7 de Setembro

Policiamento da Esplanada será reforçado para o 7 de Setembro

Daniela Matos/Record TV

Objetos pontiagudos, garrafas de vidro, hastes de bandeiras e outros materiais que coloquem em risco a segurança de manifestantes e população serão proibidos nas áreas onde estão previstos os atos. Há restrição para uso de drones sem autorização no espaço aéreo da Esplanada.

As forças de segurança do DF atuarão de forma integrada e seguindo protocolo elaborado previamente. O documento foi criado com base em levantamentos de inteligência e pactuado entre o governo e organizadores das manifestações previstas.

Os eventos serão monitorados pelo Centro Integrado de Operações de Brasília (Ciob), com apoio de equipes em campo, para direcionamento de ações e atuação mais rápida, se necessário. O centro reúne 29 órgãos, instituições e agências do Governo do Distrito Federal (GDF) voltadas para segurança, mobilidade, saúde, prestação de serviço público e fiscalização. Representantes do governo federal também participarão do monitoramento no Ciob, afirma o secretário de Segurança Pública, Júlio Danilo.

“Vamos seguir os protocolos que vêm dando certo no planejamento e monitoramento de eventos deste porte. A SSP/DF, assim como as forças de segurança, tem uma vasta experiência em atuações em manifestações públicas. Nos reunimos com profissionais de todos os órgãos de segurança federais envolvidos direta e indiretamente nos eventos, bem como representantes dos manifestantes. A construção em conjunto da estratégia e a integração fazem parte da natureza do nosso trabalho. Com apoio e orientação do governador Ibaneis Rocha, vamos garantir que todos exerçam o direito de se manifestar pacificamente e com segurança”, afirma o secretário de Segurança Pública, Júlio Danilo.

Manifestações

Serão dois espaços para os atos. Os locais foram definidos juntamente dos organizadores dos eventos, que se reuniram no Ciob com representantes das forças de segurança, órgãos federais e do GDF envolvidos.

Esquema com fechamento das vias na área central de Brasília

Esquema com fechamento das vias na área central de Brasília

PMDF/Divulgação

Os manifestantes pró-governo ficarão na Esplanada dos Ministérios. São 13 grupos cadastrados pelo Núcleo de Atividades Especiais (Nucae), da SSP/DF. O ponto de encontro será a Biblioteca Nacional. De lá, seguirão pela Esplanada e poderão chegar até a Avenida José Sarney, na ligação entre as vias S1 e N1. Os monumentos e prédios públicos estarão fechados com gradil e resguardados por policiais.

Os manifestantes contrários ao governo irão se concentrar no estacionamento da Torre de TV, a partir das 8h, ao lado da Praça das Fontes. De lá, seguirão em caminhada, a partir das 10h, até o Memorial dos Povos Indígenas. A PMDF fará a segurança do perímetro e acompanhará todo o trajeto.

Trânsito

A PMDF, com apoio do Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF), coordenará o bloqueio de vias e controle de trânsito na região central. A partir da 0h de terça-feira (7), será proibido o trânsito de veículos na Esplanada dos Ministérios. O bloqueio será entre a alça leste da Rodoviária do Plano Piloto até o 1º Grupamento de Bombeiro Militar, próximo à L4 Norte.

Os ônibus das comitivas, assim como motocicletas e cavalos – como previsto pelos organizadores – deverão ser deixados no estacionamento da Praça da Cidadania, localizada ao lado do Teatro Nacional. As alternativas para quem precisar acessar a região serão as vias N2 e parte da S2, entre os ministérios e anexos. Policiais militares e agentes do Detran estarão nas vias W3 Norte (N2 e N3) e W3 Sul (S2 e S3) para controle e maior fluidez no trânsito.

Os demais manifestantes poderão utilizar os estacionamentos da Rodoviária do Plano Piloto (parte superior) e dos setores de Autarquias, Bancário e Comercial. Os condutores deverão estacionar somente em locais permitidos, pois haverá fiscalização por parte dos órgãos de trânsito.

Trânsito será fechado na Esplanada para o 7 de Setembro

Trânsito será fechado na Esplanada para o 7 de Setembro

Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal

W3 e Funarte

A partir das 6h da próxima terça-feira (7), não será possível transitar com veículos da altura da W3 até a Funarte, no Eixo Monumental – nas vias N1 e S1. O trecho será destinado para os manifestantes com orientação contrária ao governo.

O ponto de encontro deste grupo, a partir das 8h conforme informações dos organizadores, será o estacionamento da Torre de TV, ao lado da Praça das Fontes. A previsão é que iniciem a caminhada a partir das 10h. Eles seguirão até o Museu dos Povos Indígenas, onde será feita a dispersão.

Os locais indicados para estacionamento daqueles que seguirem para se manifestar nesta área será o Setor Hoteleiro Norte, Palácio do Buriti e Tribunal de Contas do Distrito Federal e Territórios (TJDFT). Vale lembrar que o estacionamento do Estádio Nacional Mané Garrincha é privativo.

O Detran fará fiscalizações rotineiras em apoio operacional à PMDF. A aeronave da instituição será empregada para contribuir com a fluidez de trânsito, que poderá ser alterado nos casos necessários. A equipe de atuação semafórica estará de prontidão, caso seja necessário fazer alguma intervenção na área central.

O Eixão do Lazer funcionará normalmente, ou seja, estará fechado para veículos e permitida à passagem de pedestres. Já a W3 estará aberta para o trânsito de veículos, excepcionalmente nesta terça-feira (7).

Esplanada dos Ministérios, onde deve ocorrer manifestação pró-Bolsonaro no feriado de 7 de Setembro

Esplanada dos Ministérios, onde deve ocorrer manifestação pró-Bolsonaro no feriado de 7 de Setembro

Evaristo Sá/AFP - 01.08.2021

A reabertura das vias será feita após o fim das manifestações e dispersão do público, mediante avaliação de cenário por parte das autoridades de trânsito.

Linha de revista

Policiais militares estarão em toda a área central para garantir a ordem pública e a segurança dos frequentadores. Haverá linhas de revista próximas à Catedral (Buraco do Tatuí), nas escadarias de acesso aos ministérios – que estarão abertas de forma intercalada -, nas proximidades da via W3 e das vias S1 e N1, nas proximidades dos setores hoteleiros Norte e Sul.

Os policiais farão, ainda, revistas pessoais em toda extensão do Eixo Monumental. As unidades especializadas das PMDF – como Cavalaria, BPCães e BOPE – e da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), como Divisão de Operações Especiais (DOE) e Divisão de Operações Aéreas (DOA), darão apoio à operação, posicionados em locais estratégicos e de prontidão.

“A intenção é que todos que acessarem a Esplanada dos Ministérios e proximidades da Torre de TV passem pelas linhas de revista. Este é um procedimento muito importante para a segurança do público e a Polícia Militar estará atenta a isso”, explica o chefe do Departamento Operacional da PMDF, coronel Jorge Eduardo Naime.

Flagrantes

Os flagrantes serão direcionados para o Departamento de Polícia Especializada (DPE), no Parque da Cidade, para maior celeridade no atendimento e segurança. A Delegacia Especial de Repressão aos Crimes por Discriminação Racial, Religiosa, ou por Orientação Sexual, ou Contra a Pessoa Idosa ou com Deficiência – Decrin – foi escolhida para ser a base de funcionamento desta central, que funcionará exclusivamente para atender flagrantes das manifestações.

As demais ocorrências policiais serão concentradas na 5ª Delegacia de Polícia, responsável pela área. Haverá reforço no contingente da delegacia, além de policiais que estarão de prontidão para eventuais acionamentos.

O GDF preparou uma central de denúncias exclusiva para as manifestações. Os registros serão direcionados ao Ciob, da SSP/DF, para maior celeridade e pronto atendimento de ocorrências.

O Departamento de Polícia Técnica (DPT), que engloba o Instituto de Criminalística (IC) e o Instituto de Medicina Legal (IML), terão os efetivos reforçados para atuação em perícias, caso necessário.

Corpo de Bombeiros

O CBMDF recomenda, em caso de sol forte e temperaturas elevadas, como ocorreu nos últimos dias, o uso de roupas leves, protetor solar, bonés ou chapéus. Também é aconselhável ingerir bastante água. Equipes da corporação estarão em diferentes pontos da Esplanada e poderão ser acionadas, além de viaturas para pronto atendimento a emergências pré-hospitalar, incêndio e salvamento.

Haverá, ainda, um posto de comando do CBMDF atuando junto ao posto de Comando da PMDF. Permanece a recomendação de, perante qualquer emergência, ligar para o telefone 193.

Os bombeiros utilizarão a Plataforma de Observação Elevada (POE), com câmeras de alta resolução e alcance acoplados, para melhor observação da movimentação do público. A plataforma possui cinco câmeras superiores, que podem chegar a 15 metros de altura, sendo três fixas, uma térmica – que capta imagens por meio de calor – e uma giratória. Há também seis câmeras ao redor da viatura, que podem ser utilizadas para capturar imagens em planos inferiores.

Haverá, ainda, o emprego da viatura de Atendimento de Múltiplas Vítimas (AMV). Com ela, é possível atender um número maior de vítimas com primeiros socorros e resposta rápida, em casos necessários. Também haverá o reforço do efetivo que atende as chamadas do 193, para maior celeridade de envio de viaturas e pronto-atendimento, se necessário.

Imprensa

Os locais de estacionamento (carros de links) para imprensa serão na Torre TV, acesso pela N1 ao Comando Móvel da PMDF, na base da Torre, e lateral do Ministério da Justiça, acesso pela N1 sentido Teatro Nacional/Ministério da Justiça. O limite para entrada será às 6h do dia sete de setembro.

Itens proibidos:
– Fogos de artifício e similares
– Armas em geral
– Apontador a laser ou similares
– Artefatos explosivos
– Sprays e aerossóis
– Mastros confeccionados com qualquer tipo de material para sustentar, ou não, bandeiras, cartazes etc
– Fogões e similares que utilizem gás e/ou eletricidade
– Garrafas de vidro e latas
– Armas de brinquedo, réplicas, simulacros e quaisquer itens que possuam aparência de arma de fogo
– Drogas ilícitas, conforme a legislação brasileira
– Substâncias inflamáveis de qualquer tamanho ou tipo
– Armas brancas ou qualquer objeto que possa causar ferimentos, mesmo que representem utensílios de trabalho ou cultural (a exemplo: tesouras, martelos, flechas, tacos, tacape, brocas)
– Quaisquer outros itens a serem divulgados, com antecedência mínima de 24 hs da Operação, pela PMDF e/ou SSP/DF e/ou GDF.

Movimento na capital

“Não é um 7 de setembro usual.” Foi assim que o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Distrito Federal (Abih), Henrique Severien, definiu o período do feriado desta terça-feira. Desde a semana passada, as taxa de ocupação na maioria dos hotéis do Plano Piloto estava em 97% para segunda (6) e terça-feira (7).

Setor Hoteleiro Sul, em Brasília

Setor Hoteleiro Sul, em Brasília

ACÁCIO PINHEIRO/AGÊNCIA BRASÍLIA

“Para esse feriado, não existe nada semelhante na história”, disse Severien. O cenário é o mesmo para os hotéis mais afastados da área central da capital. Nas regiões administrativas, cerca de 70% dos apartamentos estão ocupados. “É mais ou menos o que ocorre quando há jogos internacionais de futebol com grande mobilização", explica o empresário.

Diante do aumento na circulação de passageiros às vésperas do feriado do Dia da Independência, a Inframerica, empresa que administra o Aerorporto Internacional de Brasília, vai reforçar a segurança do terminal ao longo de uma semana.

O esquema começa a ser mobilizado nesta quinta-feira (2) e vai até 8 de setembro. A estimativa da operadora é que 225 mil passageiros passem pelo aeroporto nesse período. Com a demanda elevada, 21 voos extras tiveram de ser marcados. O total de pousos e decolagens no feriado deve chegar a 1.729.

Saguão do Aeroporto JK, em Brasília

Saguão do Aeroporto JK, em Brasília

Amanda Perobelli/Reuters

Vacinação

As manifestações marcadas para o 7 de Setembro vão influenciar na vacinação contra a Covid-19 em Brasília. O governo do Distrito Federal decidiu que, no feriado da Independência, não fará imunização nos postos do Plano Piloto. O único local do plano que estará imunizando será o posto na Praça dos Cristais, no Setor Militar Urbano. E mesmo assim, o espaço só irá funcionar a partir de 18h. Segundo informações da Secretaria de Saúde, 160 mil moradores da capital, o equivalente a 6% de toda a população, não tomaram nem a primeira dose da vacina.

Últimas