Economia Agência reafirma nota 'BB-' com perspectiva negativa para o Brasil

Agência reafirma nota 'BB-' com perspectiva negativa para o Brasil

A Fitch chamou atenção para os riscos fiscais do país em um ambiente de incerteza política e ressurgimento global das infecções de covid

Reuters
Prédio da Fitch Ratings, em Londres

Prédio da Fitch Ratings, em Londres

Reinhard Krause/Reuters

A agência de classificação de risco Fitch Ratings reafirmou nesta quarta-feira a nota de crédito soberano “BB-” para o Brasil, com perspectiva negativa, e chamou atenção para os riscos fiscais do país em um ambiente de incerteza política doméstica e ressurgimento global das infecções pelo coronavírus.

“A perspectiva negativa reflete a severa deterioração do déficit fiscal do Brasil e da carga da dívida pública durante 2020 e a incerteza persistente quanto às perspectivas de consolidação fiscal, incluindo a sustentabilidade do teto de gastos de 2016 (a principal âncora da política fiscal), dadas as contínuas pressões sobre os gastos”, afirmou a Fitch em relatório.

“A Fitch espera que a economia se recupere a partir de 2021; no entanto, a incerteza em torno dos desenvolvimentos políticos e de políticas públicas, combinada com um ressurgimento de infecções globais por coronavírus, continua a obscurecer o panorama.”

A Fitch prevê que a economia brasileira vai sofrer contração de 5% em 2020, quando a dívida pública deverá chegar a quase 95% do PIB (Produto Interno Bruto).

Últimas