Dezoito conselheiros faltam na primeira reunião com Temer

O ex-jogador de futebol Raí e a economista Monica de Bolle aparecem na lista de ausentes

Dezoito conselheiros faltam na primeira reunião com Temer

Segundo o Planalto, alguns conselheiros tiveram problemas de saúde ou problemas particulares

Segundo o Planalto, alguns conselheiros tiveram problemas de saúde ou problemas particulares

Beto Barata/21.11.2016/PR

Apesar de o presidente Michel Temer minimizar a ausência de conselheiros na primeira reunião de seu governo do 45º Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, o Conselhão, 18 conselheiros, sendo nove novos integrantes do grupo, não puderam comparecer ao evento da manhã desta segunda-feira (21), no Palácio do Planalto.

Entre os novos nomes escolhidos por Temer que se ausentaram neste encontro estão, por exemplo, o ex-jogador de futebol Raí e a economista Monica de Bolle.

"Mas um registro que quero fazer é que apenas um ou dois não puderam comparecer, todos os indicados compareceram, e os que não puderam fazê-lo é porque estão em viagem pelo exterior. Foi uma coisa, portanto, importantíssima para o governo e para o Brasil que todos os convidados aqui estivessem", disse Temer em sua fala de encerramento dos trabalhos na parte da manhã.

Leia mais sobre Economia e ajuste suas contas

Segundo o Planalto, além de justificarem a ausência com motivos de viagens, alguns conselheiros tiveram problemas de saúde ou problemas particulares e continuam no grupo. Na reunião, a secretária-executiva do Conselhão, Patrícia Audi, informou que a próxima reunião do colegiado será em 7 de março.

Entre os novatos que também não estiveram presentes estão ainda: o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro), Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira; o empresário Joel Malucelli (Grupo JMalucelli); a economista Marina Grossi; o professor Francisco Carlos Teixeira da Silva; a bióloga e acadêmica Andréia Cristina Brito Pinto; a empresária Anielle Falcão Guedes; e o professor Armando Manuel Castelar Pinheiro.

Já entre os ausentes que já faziam parte do Conselhão na gestão da ex-presidente Dilma Rousseff estão nomes como: o presidente da CNI (Confederação Nacional da Indústria), Robson de Andrade; o presidente do conselho de administração do grupo Cosan, Rubens Ometto; o presidente do Grupo Ultra, Pedro Wongtschowski; o presidente da CCR, Renato Alves Vale; o presidente da NET, José Antonio Guaraldi Félix; Josué Gomes da Silva (Coteminas). Também se ausentaram o presidente da UGT, Ricardo Patah; a empresária Elizabeth Barbosa de Carvalhaes, da Associação Brasileira da Indústria de Paineis (Abipa); e a economista Tania Bacelar de Araújo.