Economia Dólar salta pelo terceiro dia seguido e passa a valer R$ 5,47

Dólar salta pelo terceiro dia seguido e passa a valer R$ 5,47

Alta de 1,26% guiada pelos efeitos da pandemia do novo coronavírus levou a moeda norte-americana ao maior patamar desde 31 de agosto

  • Economia | Do R7

Dólar oscilou entre R$ 5,38 e R$ 5,50 na sessão

Dólar oscilou entre R$ 5,38 e R$ 5,50 na sessão

Jose Luis Gonzalez/Reuters - 12.2.2018

O dólar emendou a terceira alta consecutiva nesta terça-feira (22), quando mais uma vez flertou com os R$ 5,50, com o mercado abalado por alertas sobre riscos à economia dos Estados Unidos em meio a persistentes efeitos da pandemia do novo coronavírus.

No mercado à vista, a cotação da moeda norte-americana avançou 1,26%, a R$ 5,4682 na venda, nova máxima desde 31 de agosto (R$ 5,4807).

O fortalecimento do dólar ocorreu na parte da tarde, quando, por volta de 14h, a divisa bateu a máxima da sessão (de R$ 5,4975, alta de 1,81%). Na mínima, atingida ainda pela manhã, caiu a R$ 5,3839 (-0,3%).

A tomada de fôlego do ativo coincidiu com o início da fala do presidente do Banco Central dos EUA, Jerome Powell, em audiência em comitê da Câmara dos Deputados dos EUA.

Powell voltou a adotar um tom geral mais sombrio sobre as perspectivas econômicas e disse que "o caminho à frente continua sendo altamente incerto" e mais uma vez citou a importância de aprovação de novo estímulo fiscal.

O dólar saltava 0,4% ante uma cesta de moedas, indo às máximas em quase dois meses. Moedas emergentes lideravam as perdas globais ante o dólar, com destaque negativo para peso mexicano (-1,5%), peso colombiano (-1%) e real (-1,25%), todas da América Latina — região do mundo mais atingida pela pandemia de covid-19.

Últimas