Efeito Campos impulsiona candidato do PSB ao governo de PE, que cresce 23 pontos

Datafolha: candidato da situação, Paulo Câmara empatou com Armando Monteiro, com 36%

Campanha de Câmara celebrou a pesquisa em perfil no Facebook

Campanha de Câmara celebrou a pesquisa em perfil no Facebook

Reprodução/Facebook

Paulo Câmara (PSB), candidato do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, está com 36% das intenções de voto para o governo de Pernambuco, de acordo com pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira (3).

O candidato da situação, que tinha 13% na última pesquisa, subiu 23 pontos percentuais e alcançou Armando Monteiro Neto (PTB), que antes liderava com 47% das intenções de voto e, agora, também aparece com 36%.

Zé Gomes (PSOL), Pantaleão (PCO) e Miguel Anacleto (PCB) somam 1%, enquanto Jair Pedro (PSTU) não pontuou.

Leia mais sobre Eleições 2014

​Assista a análise sobre as pesquisas estaduais mais surpreendentes desta semana:

Efeito Campos

O crescimento de Câmara nas pesquisas já era esperado, mas, antes da morte de Eduardo Campos, no dia 13 de agosto, a subida era projetada pela expectativa da participação de Campos na campanha. Ao que tudo indica, a comoção causada pela morte do ex-governador de Pernambuco teve efeito semelhante ao esperado antes da tragédia. 

Em seu perfil no Facebook, Câmara destacou a pesquisa, ressaltando que, no segundo turno, o candidato da situação aparece um ponto percentual na frente de Monteiro, com 40% a 39%.

A Datafolha escutou 1.216 eleitores, nos últimos dias 2 e 3 de setembro. A margem de erro da pesquisa é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O registro no TSE é PE-00021/2014.

Veja as notícias do R7 na palma da mão. Assine o R7 Torpedo