Eleições 2022 Vídeo: em alusão a Lula, Bolsonaro diz que vai 'debater com o cara'

Vídeo: em alusão a Lula, Bolsonaro diz que vai 'debater com o cara'

Presidente, que buscará a reeleição em outubro, fez a declaração enquanto seguia para o Congresso Nacional, nesta quarta-feira (27)

  • Eleições 2022 | Plínio Aguiar, do R7, em Brasília

Ao ser questionado sobre qual será o foco da campanha para os próximos dias, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (27) que vai "debater com o cara". A afirmação faz alusão ao candidato Lula (PT) durante os debates entre os presidenciáveis das eleições deste ano, previstos para começar em agosto.

Jair Bolsonaro durante ida ao Congresso Nacional

Jair Bolsonaro durante ida ao Congresso Nacional

REPRODUÇÃO/RECORDTV

A declaração ocorreu durante a ida do chefe do Executivo ao Congresso Nacional. Na sequência, quando perguntado sobre sua presença nos debates caso Lula não compareça, Bolsonaro repetiu que vai "debater com o cara, fica tranquilo aí".

Bolsonaro participou da convenção do Partido Progressista (PP), que oficializou a aliança com o Partido Liberal e o apoio à candidatura à própria reeleição para presidente da República. A coligação, de olho nas eleições presidenciais, foi aprovada por unanimidade.

O primeiro turno da eleição está previsto para o dia 2 de outubro, e o eventual segundo turno, para o dia 30 do mesmo mês.

Candidatura de Bolsonaro

No último domingo (24), Bolsonaro foi lançado pelo PL como candidato à reeleição, no estádio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro. O ex-ministro da Defesa Walter Braga Netto ocupará a cadeira de vice na chapa.

Durante o evento, na capital fluminense, seu berço político, Bolsonaro exaltou as agendas positivas de seu governo, como o Auxílio Brasil de R$ 600, criticou o Supremo Tribunal Federal e chamou os apoiadores para participar, pela última vez, dos atos previstos para o 7 de Setembro em todo o país.

O chefe do Executivo nacional também elogiou o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), seu aliado político. "Eu sei que sou a figura mais importante hoje, mas se não é o Arthur Lira, esse cabra da peste de Alagoas, não teríamos chegado a este ponto", disse. O progressista usava uma camisa azul com o nome de Bolsonaro e o número 22, do PL.

Últimas