Atentado com carro-bomba deixa 76 mortos e 70 feridos em Mogadíscio


Vários estudantes universitários morreram após suposto suicida explodir uma minivan perto de um posto de controle de segurança na capital da Somália

Mulher corre para socorrer seu filho ferido após explosão de um carro bomba

Mulher corre para socorrer seu filho ferido após explosão de um carro bomba

Feisal Omar/Reuters - 28/12/2019

A explosão de um carro-bomba em um posto de controle em Mogadíscio, na conexão entre a capital da Somália com a cidade de Afgooye, deixou ao menos 76 mortos e 70 feridos neste sábado (28), segundo fontes médicas.

Mais cedo, a notícia era de que havia morrido 13 pessoas.

"Até o momento, (o serviço de emergências) Aamin pode confirmar 76 mortos e ao menos 70 feridos", confirmou à Agência Efe Abdulkadir Adan, o fundador do serviço.

Entre os mortos estavam dois engenheiros turcos que trabalhavam na estrada no momento da explosão, segundo a Embaixada da Turquia em Mogadíscio, e vários estudantes universitários que estavam em um micro-ônibus atravessando o cruzamento.

O ataque ocorreu às 8h (hora local; 2h em Brasília), quando um suposto suicida explodiu uma minivan perto de um posto de controle de segurança no cruzamento por onde passam veículos que saem e entram.

"Foi pedido para que outros pacientes, parentes e até mesmo médicos, enfermeiras e profissionais do hospital doem sangue urgentemente para ajudar as vítimas. A situação é ruim", disse Yahye Ismail, médica do Hospital Erdogan.

Nenhum grupo terrorista reivindicou ainda a responsabilidade por este ataque, embora o grupo jihadista Al Shabab — que ataca frequentemente os agentes de segurança nos postos de controle — tenha sido contra a construção desta estrada.