Internacional Carro invade orla de Havana e deixa 3 mortos e mais de 30 feridos

Carro invade orla de Havana e deixa 3 mortos e mais de 30 feridos

Cuba registra um alto índice de acidentes automobilísticos, atribuídos à antiguidade dos veículos e à manutenção precária

Carro invade orla de Havana e deixa 3 mortos e mais de 30 feridos

Automóvel antigo invadiu a popular Malecón

Automóvel antigo invadiu a popular Malecón

EFE

Três pessoas morreram e mais de 30 ficaram feridas, entre elas dois estrangeiros, em um acidente ocorrido neste domingo quando um automóvel antigo - dos conhecidos popularmente como "almendrones" - invadiu o popular Malecón, na orla de Havana, e atropelou um grupo de transeuntes.

Uma das vítimas morreu no local da tragédia - que ocorreu nas primeiras horas da madrugada de hoje - e outras duas já no hospital, segundo informou a estatal Agência Cubana de Notícias.

Entre as cerca de 30 pessoas feridas no acidente, 23 receberam atendimento médico no hospital Calixto García, três crianças foram transferidas ao pediátrico Juan Manuel Márquez e as outras estão internadas em diversos centros de saúde da capital cubana.

O diretor do Calixto García, Edilberto González, explicou que cinco dos feridos internados nesse centro permanecem em estado grave, quatro deles foram operados e uma jovem está na unidade de terapia intensiva.

Além disso, informou que entre os feridos atendidos nesse hospital há dois estrangeiros - cujas identidades e nacionalidades não foram detalhadas - com lesões ortopédicas.

Cuba registra um alto índice de acidentes de trânsito atribuídos, entre outros fatores, à idade avançada do parque móvel (a maioria dos veículos em circulação têm mais de 20 anos e muitos mais de 60) e sua precária manutenção que frequentemente é realizada de forma artesanal.

Durante as inspeções obrigatórias realizadas em 2018, foram detectadas "deficiências técnicas" em 44% dos carros verificados (63.966), principalmente no sistema de freios, direção e luzes.

Além disso, foram retiradas mais de 36.000 permissões de circulação de veículos que não tinham a revisão técnica atualizada.