Internacional Putin fala em estabilidade e pede voto por mudanças constitucionais

Putin fala em estabilidade e pede voto por mudanças constitucionais

O presidente da Rússia pediu aos russos que votem a favor de mudanças constitucionais que lhe permitiriam concorrer à presidência mais duas vezes

Reuters
Putin fala durante a cerimônia de inauguração do Memorial Rzhev ao soldado soviético

Putin fala durante a cerimônia de inauguração do Memorial Rzhev ao soldado soviético

EFE/EPA/MICHAEL KLIMENTYEV/SPUTNIK/KREMLIN POOL - 30.06.2020

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, pediu aos russos nesta terça-feira (30) que votem a favor de mudanças constitucionais que lhe permitiriam concorrer à presidência mais duas vezes, classificando as reformas como fiadoras de estabilidade, segurança e prosperidade.

Putin fez o apelo no local de uma batalha sangrenta entre o Exército Vermelho e os nazistas na Segunda Guerra Mundial, na véspera do último e mais importante dos sete dias de uma votação nacional que poderá alterar a Constituição pela primeira vez desde 1993.

Pelas mudanças propostas, Putin poderá se candidatar a mais dois mandatos consecutivos de seis anos quando o atual terminar em 2024. Pesquisas de boca de urna estatais sugerem apoio de mais de dois terços dos eleitores.

Com isso, o ex-agente da KGB, hoje com 67 anos, continuaria no poder até 2036 – mas Putin disse que ainda não decidiu de vez o que quer fazer.

Críticos e apoiadores ferrenhos estão convencidos de que ele concorrerá novamente, enquanto alguns analistas acreditam que ele ainda não se decidiu, mas que quer manter as opções em aberto até a última hora para não perder força no cargo.

"Não estamos só votando emendas. Estamos votando pelo país em que queremos viver, como uma educação e um sistema de saúde modernos; para um país em nome do qual estamos trabalhando e que queremos deixar para nossos filhos e netos", disse Putin.

"Só podemos garantir estabilidade, segurança e prosperidade e uma vida digna para as pessoas através do desenvolvimento. Nossa soberania depende de nossa própria responsabilidade, nossos próprios sentimentos sinceros de patriotismo e cuidado com a pátria-mãe."

Durante seu discurso, Putin não mencionou como as mudanças constitucionais podem afetar sua própria carreira política, um elemento constante da campanha oficial para incentivar as pessoas a votarem que enfatizou outras emendas, e não aquela que lhe permitiria ficar no poder até 2036 se for reeleito.

Últimas