Minas Gerais Aeroporto de Confins deve ganhar segunda pista de voo até 2020

Aeroporto de Confins deve ganhar segunda pista de voo até 2020

Boeing 777, da Latam, fez um pouso emergencial no terminal nesta quinta-feira (20); aeronave ficou na pista e interditou novas decolagens

Terminal conta com apenas uma pista de voo

Terminal conta com apenas uma pista de voo

Pablo Nascimento / R7 - 20.12.2018

A BHAirport anunciou na noite desta quinta-feira (20) que o Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, na Grande BH, deve ganhar uma segunda pista de voo até 2020.

Durante a madrugada, o Boeing 777 (Guarulhos / Londres), da Latam, fez um pouso de emergência no terminal. Por causa de problemas nos pneus, a aeronave não pôde ser retirada da única pista e parte do aeroporto ficou interditada durante todo o dia.

Nicolau Maranini, gerente de comunicação da BHAirport, responsável por administrar o aeródromo, explicou que a direção aguarda o aumento do número de passageiros para iniciar a obra. Contudo, caso isso não aconteça, o trabalho será realizado de forma a cumprir a determinação da construção da nova via até o final de 2.020.

— Hoje temos até 100 mil pousos e decolagens por ano. Quando chegarmos em 144 mil é um gatilho do início da construção da segunda pista.

Segundo Maranini, caso já houve outra pista no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, os transtornos teriam sido menores.

— Pela previsão contratual, ela tem que ficar pronta até o final de 2020. Se tivesse uma segunda pista, não teria tido todo esse problema, mas estamos no prazo e estamos sendo fiscalizados com isso.

Leia também: Passageiros de avião com pane têm previsão de novo voo para Londres

Pane

A aeronave que saiu de Guarulhos rumo à Londres teve problemas elétricos e precisou mudar a rota para a capital mineira. Segundo passageiros, foram 30 minutos de pânico desde quando foram avisadas sobre as falhas até conseguirem pousar.

Durante a aterrisagem, os pneus do jato estouraram e pegaram fogo. Devido ao problema nas rodas, não foi possível remover a aeronave da pista e a operação do terminal foi interrompida.

Até a noite desta quinta-feira, 145 voos haviam sido cancelados. Apenas aeronaves menores conseguiram operar na pista. Segundo a BHAirPort, a previsão é de que o terminal seja liberado até às 22h.