Minas Gerais CPI marca depoimento de ex-secretário de saúde de Minas

CPI marca depoimento de ex-secretário de saúde de Minas

Carlos Eduardo Amaral será ouvido pelos deputados na próxima quinta-feira (20) sobre irregularidades na vacinação de servidores

Carlos Eduardo Amaral foi exonerado em meio a polêmica sobre vacinação em MG

Carlos Eduardo Amaral foi exonerado em meio a polêmica sobre vacinação em MG

Divulgação / Governo de Minas / Pedro Gontijo

O ex-secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Carlos Eduardo Amaral (Novo), será ouvido na próxima quinta-feira (20) pelos deputados que integram a CPI dos Fura-Fila, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais. O depoimento está marcado para as 9h e deve ser o último realizado pela comissão. Nas próximas semanas, o colegiado deverá apresentar o relatório sobre as investigações. 

Amaral está no centro do escândalo de irregularidades no processo de vacinação de servidores da SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais). As denúncias vieram à tona após reportagem do R7 publicada em março mostrar que a pasta havia vacinado servidores fora dos grupos prioritários.

Carlos Eduardo Amaral foi exonerado, junto ao então número 2 da pasta, Marcelo Cabral (Novo), pelo governador Romeu Zema (Novo). 

A CPI foi instalada há cerca de dois meses para investigar como se deu o processo de vacinação de mais de 2 mil pessoas que trabalhavam em diferentes funções, na Secretaria de Saúde. Trabalhadores que estavam em "home office" também foram imunizados, tanto na capital mineira, como no interior do Estado. 

Depoimentos

Nas últimas semanas, a CPI ouviu servidores da saúde envolvidos no processo de imunização interno da secretaria, representantes de profissionais da saúde, gestores públicos, servidores de carreira e até a promotora de Justiça, Josely Ramos, que investiga o caso no âmbito do Ministério Público. Para ela, ouve irregularidades no processo de vacinação da SES-MG

Na última semana, a subsecretária de Vigilância em Saúde, Janaína Passos de Paula, entregou, aos deputados, documentos e áudios que, segundo parlamentares, mostrariam a responsabilidade do alto escalão da pasta, incluindo o ex-secretário Carlos Eduardo Amaral, no processo de vacinação da secretaria. 

Ao longo dessa semana, os deputados se reúnem com a área técnica da Assembleia para formularem os questionamentos que serão feitos ao ex-secretário. 

Últimas