Minas Gerais Ex-secretário adjunto da Saúde depõe sobre "fura-filas" em MG

Ex-secretário adjunto da Saúde depõe sobre "fura-filas" em MG

Marcelo Cabral foi exonerado em março deste ano, assim como o então secretário da pasta, após o caso ser relevado pelo R7

Marcelo Cabral é ouvido como investigado

Marcelo Cabral é ouvido como investigado

Divulgação / Governo de Minas / Pedro Gontijo

A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da ALMG (Assebleia Legislativa de Minas Gerais) criada para investigar suposto esquema de "fura-filas" vai colher depoimento, nesta quinta-feira (6), do ex-secretário adjunto da Saúde, Marcelo Cabral.

A reunião está marcada para às 9 horas, na sede da ALMG, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, onde Cabral será ouvido na condição de investigado.

Cabral, que era considerado o número dois na hierarquia da Secretaria de Saúde, foi exonerado em março deste ano, após o R7 revelar as supostas irregularidades na imunização contra covid-19 de servidores da pasta. A suspeita é que alguns tenham sido privilegiados no cronograma organizado no órgão. O médico Carlos Eduardo Amaral, então secretário, também foi exonerado.

Os dois ex-chefes da pasta estão na lista da equipe vacinada. A imunização deles foi justificada pelo "trabalho em campo". Desde o início, a Secretaria de Saúde tem alegado que os servidores foram vacinados após a distribuição de doses suficientes para atender 73% dos trabalhadores da Saúde e nega as irregularidades.

Em depoimento à CPI no fim de março, Cibele Alves de Carvalho, presidente do CRM-MG (Conselho Regional de Medicina de Minas Gerais), disse que a equipe da SES foi imunizada antes de profissionais que estão na linha de frente do combate à covid-19. A CPI também já ouviu outros servidores da SES, especialistas e secretários de saúde do interior.

Marcelo Cabral, que é procurador do Estado, atuou diretamente nas decisões sobre o combate à pandemia em Minas Gerais. Ele integrou os núcleos que desenvolveram o Minas Consciente, que determina as regras de isolamento social, e que organizou a ampliação da rede hospitalar.

Últimas