Minas Gerais Minas prorroga calamidade pública devido a covid por mais 6 meses

Minas prorroga calamidade pública devido a covid por mais 6 meses

Para o governador Romeu Zema, medida é necessária para que Estado possa investir na área da saúde; prazo vai até 31 de junho

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7

Zema assinou decreto durante videonconferência com deputados e representantes do MP

Zema assinou decreto durante videonconferência com deputados e representantes do MP

Divulgação/Imprensa MG/Marcelo Barbosa

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), prorrogou nesta terça-feira (29) o estado de calamidade pública em decorrência da pandemia de covid-19 no estado. Publicado em 25 de março, o decreto que prevê a situação excepecional em todo o território mineiro terminaria na próxima quinta-feira (31). Agora, a situação de calamidade pública dura até o dia 30 de junho de 2021. 

De acordo com boletim epidemiológico divulgado pela SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde), Minas Gerais já registrou mais de 530 mil casos e 11.615 mortes pela covid-19. 

Para o governador Romeu Zema, a prorrogação é necessária para que o Estado possa repassar mais recursos para a área da saúde. 

Ainda de acordo com o governador, a prorrogação se faz necessária, principalmente, para que o Estado possa destinar mais recursos para a Saúde. 

O decreto foi assinado durante uma videoconferência que reuniu o governador e deputados estaduais e federais, representantes do Ministério Público e os secretários de Estado de Planejamento e Gestão, Otto Levy e de Fazenda, Gustavo Barbosa. Agora, o texto deve ser aprovado pela Assembleia Legislativa. 

Distanciamento

Para Zema, o aumento dos casos nas últimas semanas tem a ver com relaxamento da população com relação às medidas de distanciamento social. 

- A impressão que tenho é que o relaxamento e o cansaço das pessoas nesses últimos três meses tenham causado o aumento do número de infectados e das internações.

Vacinação

Durante a videoconferência, o governador Romeu Zema destacou que a logística em Minas Gerais está pronta para a vacinação contra a covid-19. De acordo com Zema, 50 milhões de seringas foram adquiridas, além de 600 câmaras refrigeradas. 

Últimas