Minas Gerais Obras do Rodoanel da Grande BH devem começar no fim de 2023

Obras do Rodoanel da Grande BH devem começar no fim de 2023

Nova via terá quatro alças e vai desafogar o trânsito do Anel Rodoviário; parte dos R$ 4,5 bilhões virá do acordo com a Vale

  • Minas Gerais | Kiuane Rodrigues, da Record TV Minas, e Célio Ribeiro, do R7*

Obra deve desafogar o Anel Rodoviário de BH

Obra deve desafogar o Anel Rodoviário de BH

Reprodução / Record TV Minas

As obras de construção do Rodoanel da região metropolitana de Belo Horizonte devem ter início em novembro de 2023.

A informação foi adiantada em coletiva de imprensa realizada nesta terça-feira (9) na Cidade Administrativa, sede do Governo de Minas. De acordo com a Seinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade), a obra deve ter um valor total de R$ 4,5 bilhões, sendo que R$ 3,5 bilhões terão como financiamento parte do acordo firmado entre a mineradora Vale e o Governo de Minas. O acordo no valor de R$ 37 bilhões foi assinado na semana passada. 

O Rodoanel deve ter quatro alças, sendo que três delas ficarão prontas em três anos. A alça Sul, que deve passar por cidades como Betim, Sarzedo e Brumadinho, deve demorar quatro anos para ser construída, devido aos trâmites relacionados às questões ambientais, de acordo com o governo.

Cronograma

Até o dia 22 de março, a secretaria promove uma consulta pública sobre o empreendimento. Todas as sugestões enviadas pelos cidadãos serão auditadas até junho e, em julho, será publicado o edital para a construção do Rodoanel. A concessionária vencedora da licitação deve ser anunciada até o fim de novembro deste ano.

Benefícios

De acordo com o Governo de Minas, a construção do Rodoanel deve desafogar o fluxo de veículos no Anel Rodoviário de BH, reduzindo em mil o número de acidentes por ano. A expectativa é de que 5 mil caminhões e veículos pesados deixem de passar pelo Anel diariamente após a entrega do empreendimento.

Veja: BH quer usar acordo com a Vale para custear obras contra enchente

Ainda de acordo com os cálculos da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade, o PIB (Produto Interno Bruto) da Grande BH pode aumentar até 13% em 10 anos, e a obra pode gerar mais de 10 mil empregos diretos e indiretos.

Além dos benefícios financeiros, o Rodoanel Metropolitano também pode diminuir impactos ambientais, com a minimização das emissões de gás carbono e a melhoria da captação fluvial.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Lucas Pavanelli

Últimas