Rio de Janeiro Casos de tentativa de feminicídio crescem 18% no Rio de Janeiro

Casos de tentativa de feminicídio crescem 18% no Rio de Janeiro

De acordo com dados do Instituto de Segurança Pública, foram feitos 246 registros em delegacias do Estado entre janeiro e outubro deste ano 

tentativa feminicídio

Atriz denunciou agressões

Atriz denunciou agressões

Reprodução/RecordTV

Casos como o da atriz Cristiane Machado, que recentemente denunciou o ex-marido por tentativa de feminicídio, têm crescido no Estado do Rio de Janeiro. Os registros deste crime aumentaram 18,27% em 2018, segundo dados do ISP (Instituto de Segurança Pública).

De janeiro a outubro deste ano, foram 246 casos de tentativa de feminicídio, enquanto, no mesmo período de 2017, ocorreram 208. 

Já o crime de feminicídio praticamente teve o mesmo número de casos em 2018 e 2017. Foram registradas 54 mortes de mulheres entre janeiro e outubro deste ano. No mesmo período do ano passado, foram 56. 

Maioria das mulheres agredidas no RJ sofreu violência dentro de casa

O caso mais recente foi o da jovem Bruna de Souza Oliveira, de 19 anos. No último dia 20, a Polícia Civil prendeu o ex-namorado da vítima como principal suspeito do assassinato. A avó do rapaz ainda tentou impedir o crime, mas foi atropelada ao pedir ajuda na rua.

Também nessa semana, o ex-marido de Fernanda de Souza Siqueira, de 29 anos, foi preso por ter matado a nutricionista a facadas. Familiares da vítima que estavam a caminho do enterro viram o suspeito caminhando pela rua e acionaram a polícia.

No dia 10, uma adolescente de 16 anos foi morta com 13 tiros. O ex-namorado da mesma idade se entregou à policia após ter sido apontado como o responsável pelo crime. 

Outro caso de grande repercussão foi o da corretora Karina Garofalo Pereira. Ela foi executada a tiros na frente do filho, em agosto, na Barra da Tijuca. Suspeito de ser o mandante do crime, o ex-marido dela foi preso no início de novembro.

A lei do Feminicídio foi sancionada em 2015, e classifica como homicídio qualificado o assassinato de mulheres por questão de gênero.